|
  • Bitcoin 125.397
  • Dólar 5,0741
  • Euro 5,2058
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 17/07/2022, 20:29

Atlético-MG bate o Botafogo, assume a ponta, e Turco Mohamed ganha fôlego

PUBLICAÇÃO
domingo, 17 de julho de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Muito pressionado, o técnico Turco Mohamed entrou em campo com o dever de fazer o time reagir para se manter no cargo no Atlético-MG e também para buscar a liderança provisória do Brasileirão. Foi apertado, mas o argentino conseguiu. O Galo bateu o Botafogo, neste domingo (17), no Engenhão, por 1 a 0, pela 17ª rodada da Série A. O único gol da partida foi marcado por Zaracho.

Com o resultado, o Atlético chegou aos 31 pontos e assumiu a primeira colocação na tabela. No entanto, o Palmeiras joga amanhã (18), diante do Cuiabá, no Allianz Parque, às 20h (de Brasília). Em caso de vitória, os paulistas retomarão a liderança, já que o time caiu para a segunda colocação com 30 pontos. O Botafogo, por outro lado, é o 11ª colocado com 21 pontos.

O próximo jogo Atlético é na quinta-feira (21), diante do Cuiabá, na Arena Pantanal, às 19h (de Brasília) pela 18ª rodada do Brasileirão. Na quarta-feira (20), o Botafogo vai à Vila Belmiro, onde enfrenta o Santos, às 21h.

A partida contra o Flamengo gerou revolta aos torcedores do Galo pela omissão do time em campo. Diante do botafogo, no entanto, a postura foi bem diferente. Os visitantes tentaram imprimir o jogo desde o início, com Zaracho e Vargas caindo mais pela direita e Arana podendo escapar pelo lado esquerdo. No segundo tempo, no entanto, o time caiu bastante com as atlerações de Turco e voltou a ser uma equipe sem brilho.

O Botafogo se mostrou muito competitivo desde o início. Em muitos momentos, a equipe tentou utilizar a marcação alta e gerou problemas ao Galo quando conseguiu escapar com os contra-ataques. No entanto, apesar da bravura, a equipe esbarrou em erros primários na hora de concluir as jogadas e pouco assustou o Galo.

Aos 13 minutos do primeiro tempo, o árbitro Raphael Claus marcou pênalti para o Atlético após entender que Phillipe Sampaio havia tocado na bola com a mão dentro da área. No entanto, após revisar o lance na cabine, o árbitro voltou atrás na decisão.

No início da segunda etapa, Nacho Fernandez perdeu uma oportunidade incrível de abrir o placar. Após cruzamento de Mariano pela direita, o jogador, sozinho com Douglas Borges, isolou na hora da finalização. A Bola passou muito por cima do gol da equipe carioca.

Aos nove minutos, depois de um perde e ganha dentro da área do Botafogo, Zaracho abriu o placar em um gol diferente. O jogador bateu da esquerda, quase como um cruzamento, mas a bola encobriu Douglas Borges e morreu no fundo das redes.

O técnico Turco Mohamed esteve muito pressionado nos últimos dias após a eliminação para o Flamengo na Copa do Brasil na última quarta-feira. Nos dias que sucederam a derrota, reuniões ocorrerem entre os dirigentes na Cidade do Galo e o treinador ganhou mais uma chance. No entanto, a reação do time era uma condicionante para o treinador se manter empregado.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 X 1 ATLÉTICO-MG

Competição: 17ª rodada da Série A do Brasileirão

Data e horário: 17 de julho (domingo), às 18h (de Brasília)

Local: Estádio Nilton Santos (RJ)

Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-FIFA/SP)

Cartões amarelos: Tchê Tchê, Lucas Mezenga e DG (Botafogo); Igor Rabello e Allan (Atlético-MG)

Gol: Zaracho, do Atlético-MG, aos 9 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO

Douglas Borges; Saraiva, Kanu, Tchê Tchê, Gustavo Sauer (Jeffinho), DG (Mezenga) ; Lucas Fernandes, Oyama (del Piage), Vinícius Lopes, Erisson e Philipe Sampaio. Técnico Luís Castro

ATLÉTICO- MG

Everson; Mariano, Igor Rabello (Nathan Silva), Júnior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Otávio), Zaracho (rever) e Nacho (Keno); Vargas (Ademir) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed