|
  • Bitcoin
  • Dólar
  • Euro
Londrina

Esporte 5m de leitura Atualizado em 16/11/2021, 19:02

Atlético-MG bate Athletico-PR, vence a 4ª seguida e fica mais próximo do título

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 16 de novembro de 2021


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-MG está cada vez mais perto do título do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (16), o Galo derrotou o Athletico-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, em Curitiba, e abriu 11 pontos de vantagem na liderança. O gol alvinegro foi marcado pelo argentino Zaracho, depois de ótima jogada de Keno.

Com o resultado, o Atlético-MG chegou a 71 pontos e ainda tem seis partidas até o fim da competição. Atrás dele, o Flamengo tem 60 e mais sete jogos em sua agenda. Como os cariocas podem chegar a 81 pontos, o Galo precisaria somar mais 11 (quatro vitórias ou três vitórias e dois empates) para voltar a conquistar o Nacional depois de 50 anos.

Essa foi a quarta vitória consecutiva do Atlético-MG, que anteriormente havia vencido Corinthians, América-MG e Grêmio. Já o Athletico-PR estaciona nos 41 pontos, ocupando o 11º lugar. O Furacão, contudo, se prepara para a finalíssima da Copa Sul-Americana, no sábado (20), contra o RB Bragantino.

O Atlético-MG não fez uma grande exibição, mas foi o suficiente para vencer o time reserva do Athletico-PR. A equipe local decide a Sul-Americana no sábado (20), com o Red Bull Bragantino, e o foco está todo na competição continental. O Atlético-MG, que não tem nada a ver com isso, aproveitou a situação e já conta as horas para gritar "é campeão".

Keno, o atacante menos badalado do trio ofensivo do Atlético-MG foi quem esteve melhor diante do Athletico-PR. O camisa 11 sempre colocou a bola no chão e tentou jogar. Foi dele a jogada que originou o gol de Zaracho. Keno ainda deu um belo passe para Hulk fazer outro, mas o gol foi anulado por impedimento. Não fosse a trave, Keno também deixaria o dele em Curitiba.

Com foco total na final da Copa Sul-Americana, o Athletico-PR escalou apenas reservas. Diante do líder do campeonato, a estratégia foi uma só: defender. E deu certo até os minutos finais do primeiro tempo. O jogo seguia empatado sem gols e o Galo não tinha criado boas chances ainda. Mas a defesa não impediu o gol de Zaracho após boa jogada de Keno. E, mesmo com o resultado adverso, o Furacão manteve a estratégia: time fechado e jogando por um contra-ataque.

A cada rodada o Galo fica mais próximo de conquistar o tão sonhado Campeonato Brasileiro. Até por isso o time alvinegro tem mostrado uma ansiedade acima do normal em algumas situações. Foi o caso do confronto com o xará paranaense. O Atlético não fez um bom jogo. Venceu, o que era o mais importante, mas não foi com a facilidade que se imaginava diante de um adversário apenas com jogadores reservas.

O Atlético venceu com gol do Zaracho, aos 44 minutos do primeiro tempo, após assistência de Keno. No segundo tempo o Galo até fez outro gol, com Hulk aos 7 minutos, mas o atacante estava impedido. Aos 19 Keno acertou a trave.

CLIMA QUENTE

Num intervalo inferior a quatro minutos o tempo fechou duas vezes no gramado. Primeiro numa confusão entre Diego Costa e Zé Ivaldo, mas apenas o jogador do Galo foi amarelado. Depois foi a vez de Jair tirar satisfação com Carlos Eduardo por causa de uma falta mais dura em Allan. Um amarelo para cada lado para acalmar os dois times.

Nas arquibancadas, também houve problema. Mal a bola rolou no começo do segundo tempo e o jogo parou. Desta vez por confusão fora de campo. As torcidas do Athletico-PR e do Atlético-MG começaram a brigar no anel superior da Arena da Baixada. A partida ficou parada por cerca de dois minutos e só recomeçou depois que os guardas do estádio e a Polícia Militar controlaram os ânimos de athleticanos e atleticanos.

ATHLETICO-PR

Bento; Lucas Fasson, Zé Ivaldo, Nicolas (Pedrinho); Khellven, Marcio Azevedo (Erick), Juninho, Christian, Jader (Janderson); Carlos Eduardo (Guilherme Bissoli), Pedro Rocha (Rômulo). T.: Alberto Valentim

ATLÉTICO-MG

Everson; Guga (Mariano), Réver, Nathan Silva, Dodô; Allan (Igor Rabello), Jair, Zaracho; Keno (Dylan Borrero), Hulk (Sasha), Diego Costa (Nathan). T.: Cuca

Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)

Juiz: Savio Pereira Sampaio (DF)

Cartões amarelos: Carlos Eduardo (Athletico-PR); Diego Costa e Jair (Atlético-MG)

Gols: Zaracho aos 44 minutos do primeiro tempo

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM