|
  • Bitcoin 105.133
  • Dólar 5,2155
  • Euro 5,4507
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 21/06/2022, 16:10

Atlético-MG apoia treinador diante de um Flamengo em crise

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 21 de junho de 2022

LOHANNA LIMA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Se havia alguma dúvida sobre o prestígio de Tony Mohamed com os jogadores do Atlético-MG, não há mais. Uma coisa que ficou ainda mais clara após a vitória do Galo sobre o Flamengo, domingo (19), no Mineirão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, é o apoio do time ao trabalho do técnico, que atravessa um momento turbulento na temporada. O treinador corria sérios riscos de ser demitido caso não vencesse o Rubro-Negro, em casa, antes do reencontro de ambos pelas oitavas de final da Copa do Brasil marcado para a esta quarta-feira (22), às 21h30, novamente para o Gigante da Pampulha.

Já há algum tempo os jogadores do Galo se manifestam com bastante carinho e respeito ao treinador. Na última semana, o atacante Keno fez questão de dividir a responsabilidade do momento vivido ao ser questionado sobre a fase ruim que o time atravessava. Em entrevista coletiva, o atacante disse que os jogadores têm sua parcela de culpa e que precisam executar em campo o que o técnico trabalha no dia a dia.

Após o jogo de ontem, Hulk dedicou a vitória ao treinador e lembrou o fato de ser dia dos pais na Argentina. Turco perdeu um filho de nove anos, na Alemanha, na Copa do Mundo de 2006, em um acidente de carro. Além disso, todos os jogadores do banco festejaram muito com o argentino o gol marcado por Ademir na segunda etapa.

Na coletiva de imprensa, Turco agradeceu aos jogadores também aos funcionários do clube pelo apoio nos dias que antecederam à vitória sobre o Flamengo. Um dia antes da partida, a organizada do clube esteve presente na porta da Cidade do Galo e fez cobranças aos jogadores e também ao treinador.

"Quero agradecer a todos eles (jogadores). Ao pessoal que trabalha no clube, à diretoria e especialmente aos jogadores pelo compromisso, pois não são só palavras e vemos isso no campo de jogo. Todo mundo que trabalha no clube demonstra seu carinho, sua alegria porque hoje ganhamos em um momento de pressão porque todos querem que fiquemos muito tempo aqui e que tenhamos muito tempo trabalhando aqui. Então agradeço e amanhã já temos que voltar a trabalhar porque temos que ganhar novamente quarta-feira", disse o treinador.

Para o duelo com o Fla pela Copa do Brasil, Turco será obrigado a fazer uma mudança em relação ao time de domingo. O volante Jair, com uma fratura na mão irá passar por um procedimento cirúrgico e será desfalque para os próximos compromissos do Galo. Seu substituto deve ser Otávio. Na frente, também existe dúvida entre Vargas e Ademir para formar o trio de ataque com Hulk e Keno.

FLA ATRÁS DE DINHEIRO

Do outro lado, a performance rubro-negra traz à tona a preocupação de um planejamento totalmente em risco e um 'rombo' imediato que pode passar dos R$ 30 milhões. Baseando-se em um elenco renomado e em temporadas vitoriosas, o Flamengo projetou orçamento bilionário e estabeleceu metas altas para o departamento de futebol, com base em cálculos anteriores: que o time feche a temporada, no mínimo, como vice-campeão no Brasileirão e que alcançasse as semifinais dos mata-matas — Libertadores e Copa do Brasil.

O objetivo estipulado, naturalmente, vai além da satisfação por bom futebol e vitórias para o torcedor. Ele também envolve diretamente o planejamento financeiro do clube. Campanhas longas nas Copas geram grande montante aos cofres dos clubes brasileiros. Lembrando que, nesta temporada, o Flamengo projeta arrecadação de R$ 130 milhões em prêmios/direitos de transmissão por performance.

Em caso de eliminação nas oitavas das duas competições, o Flamengo perderia, de cara, R$ 30 milhões do orçamento referente às premiações — a Libertadores daria mais R$ 18 milhões aos semifinalistas, enquanto a Copa do Brasil entraria com mais R$ 12 milhões. Aqui cabe uma ressalva: os valores, na prática, serão maiores, visto que o clube também descartaria a bilheteria de pelo menos mais quatro jogos em casa, além de dos direitos de transmissão por desempenho.

Por enquanto, na Libertadores, como mandante, o Flamengo arrecadou R$ 6,5 milhões em renda bruta - com uma média de público de cerca de 41 mil pessoas no Maracanã. Já na Copa do Brasil, em apenas um jogo, o clube carioca somou pouco mais de R$ 425 mil.

Para encarar o Galo, o Flamengo entrará em campo com um time mais reforçado. A vaga de Bruno Henrique, que no Mineirão foi preenchida por Vitinho, dessa vez ficará com Arrascaeta. No meio, os volantes Willian Arão e João Gomes farão companhia a Andreas Pereira e Everton Ribeiro.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Horário: 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (22)

Juiz: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Transmissão: Globo, Sportv e Premiere