|
  • Bitcoin 122.282
  • Dólar 5,0950
  • Euro 5,2484
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 13/07/2022, 21:11

Atlético-GO domina, vence Goiás e avança às quartas da Copa do Brasil

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 13 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-GO teve uma grande atuação e bateu o Goiás por 3 a 0 na noite desta quarta-feira (13), pela partida de volta das oitavas da Copa do Brasil. O triunfo fora de casa, na Serrinha, garantiu a classificação da equipe, que chega pela segunda vez na história às quartas do torneio. Na ida, os times haviam empatado sem gols.

Os visitantes controlaram a partida do começo ao fim. No primeiro tempo, alugaram o campo de ataque, criando mais e conseguindo abrir o placar aos 40min, com Jorginho. No segundo, o Esmeraldino abandou a retranca, mas o Dragão foi muito preciso e acertou dois contra-ataques em menos de 20 minutos para construir uma vantagem consistente e ficar com a vaga. Wellington Rato, aos 7min, e Marlon Freitas, de pênalti aos 19min, balançaram a rede.

Classificado, o Rubro-Negro embolsa mais R$ 3,9 milhões de cota de participação. Agora, o time aguarda agora o sorteio para conhecer seu adversário nas quartas e o chaveamento até a decisão.

A classificação também mostra a hegemonia do Atlético sobre o rival na temporada. O Dragão foi campeão estadual em abril com duas vitórias sobre o Verdão: 1 a 0 na ida, em casa, e 3 a 1 na volta, fora. A única derrota do Rubro-Negro em 2022 foi na quinta rodada do Brasileirão, quando o Goiás venceu por 1 a 0 no Antônio Accioly.

O Dragão também garantiu, pelo menos, sua segunda melhor campanha na história da Copa do Brasil. A equipe havia chegado apenas uma vez nas quartas, em 2010, quando bateu o Palmeiras nesta fase, caindo apenas na semifinal para o Vitória.

O Goiás manteve sua postura defensiva, tentando explorar a ligação direta e ataques rápidos, que não funcionaram na primeira etapa. Defensivamente, o Esmeraldino vinha bem até a falha de Yan Souto, que deixou Jorginho sozinho para abrir o placar. Depois do intervalo, a equipe voltou mais agressiva, porém vacilou muito nos contra-ataques, tomando mais dois gols.

Sem se intimidar por estar fora de casa, o Atlético-GO foi para cima e controlou o jogo nos 45 minutos iniciais. Com mais iniciativa, a equipe explorou principalmente o lado direito, de onde saiu o cruzamento de Wellington Rato para o gol.

Quando o rival se lançou ao ataque, o Rubro-Negro foi cirúrgico e encaixou dois contra-ataques para ampliar o placar e, praticamente, definir o confronto ainda aos 20 minutos da etapa final.

Com os mandantes retraídos, o Rubro-Negro se lançou ao ataque. Airton bateu rente à trave, aos 10min, e cabeceou também tirando tinta do poste, aos 13min. Marlon arriscou de fora da área aos 18min, mas Tadeu agarrou sem dificuldade. A pressão só se transformou em gol aos 40min, quando Wellington Rato cruzou na área e Jorginho subiu livre para mandar para rede.

O Verdão partiu para a pressão na volta do intervalo, entretanto deu muito espaço na defesa e o Dragão aproveitou, Logo aos 7min, Wellington Rato anotou o segundo. O Esmeraldino seguiu no ataque, contudo falhou novamente na defesa e Tadeu fez pênalti em Airton. Na cobrança, Marlon Freitas anotou o terceiro, aos 19min. Depois disso, os donos de casa pressionaram, porém o goleiro Ronaldo não teve muito trabalho para manter a meta sem ser vazada.

As duas equipes mudam a chave e voltam a campo no domingo (17), pela 17ª rodada do Brasileirão. Às 11h, o Esmeraldino visita o Juventude em Caxias do Sul. Mais tarde, às 18h, o Dragão recebe o Fortaleza.

GOIÁS

Tadeu; Yan Souto, Reynaldo e Caetano; Diego, Caio Vinícius (Dadá Belmonte), Matheus Sales (Luan Dias), Fellipe Bastos (Auremir) e Danilo Barcelos (Vinícius); Nicolas e Pedro Raul (Renato Junior). T.: Jair Ventura

ATLÉTICO-GO

Ronaldo; Hayner, Wanderson, Ramon Menezes (Edson Fernando) e Jefferson; Edson Felipe (Gabriel Noga), Marlon Freitas e Jorginho; Airton (Shaylon), Wellington Rato (Léo Pereira) e Luiz Fernando. T.: Jorginho

Estádio: Hailé Pinheiro, a Serrinha, em Goiânia (GO)

Juiz: Luiz Flávio de Oliveira (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Gols: Jorginho, aos 40min do primeiro tempo, Wellington Rato, aos 7min, e Marlon Freitas, aos 19min do segundo tempo (Atlético-GO)

Cartões amarelos: Ramon Menezes, Edson, Airton (ATG); Fellipe Bastos, Dadá Belmonte (GOI)