O Atlético tem a responsabilidade de vencer o Santa Cruz, hoje, às 15h45, no Estádio Joaquim Américo, em Curitiba, sob pena de comprometer a sua classificação à próxima fase do Módulo Azul da Copa João Havelange. O técnico Antônio Lopes abandonou o esquema tático com cinco jogadores no meio-de-campo. Cocito começa na reserva e Rinaldo inicia ao lado de Kléber no ataque. O Santa Cruz vem de derrota no clássico pernambucano com o Sport (3 a 0).
Haverá outras 10 partidas na rodada de hoje O Coritiba folga, já que o Vasco, que seria o adversário, conseguiu adiar a partida por ter mais de três jogadores na seleção brasileira.
O Atlético tem duas baixas para hoje: Émerson levou o quinto cartão amarelo e cumpre suspensão automática. Já Luisinho Netto levou uma pancada no tornozelo e está vetado. Na segunda-feira o lateral vai ser submetido a uma artroscopia, que o tirará dos gramados por um mês.
Para o lugar de Émerson, o eleito é Fábio, já que Gustavo continua se recuperando de uma cirurgia no pé e só volta aos treinamentos no final do mês. Na lateral-direita Lopes preferiu optar por Alessandro, que não vinha sendo aproveitado pelo técnico anterior, Artur Neto. O escolhido é um ex-atleta do Vasco da Gama e que está no Atlético desde o início do Brasileiro. O substituto natural de Luisinho seria Rogério Souza, mas futebol ruim apresentado contra o Guarani deu-lhe a reserva.
Silas ocupa o lugar do volante Cocito. ‘‘Eu joguei muito tempo nessa posição. Não vou ter problemas para me adaptar’’, garante Silas.
Rinaldo encara a partida contra o Santa Cruz como uma chance de se firmar como titular. Na próxima semana Antônio Lopes deve contar com Bentinho e os peruanos Lobatón e Flores, o que diminui o espaço para o atacante no time. ‘‘Perdemos pontos importantes em casa e precisamos nos reabilitar. O adversário é difícil, mas podemos superar todos os problemas e sair da Baixada com uma vitória. Vou me aplicar para garantir uma vaga no concorrido ataque atleticano’’, disse Rinaldo.
Dos novos contratados apenas Válber pode ser aproveitado contra o Santa Cruz. Ele foi confirmado no banco de reservas por Lopes e deve aparecer na equipe rubro-negra durante o segundo tempo. Com relação a Bentinho, a situação é mais delicada. Ele está sem jogar desde o final do Campeonato Paulista e precisa de mais uma semana para readquirir condicionamento físico.
Ocupando a 11ª colocação, o Atlético tem 24 pontos para disputar e precisa de 13 para carimbar o passaporte à próxima fase. Como o rubro-negro ainda tem 15 pontos para disputar em casa e nove fora, os atletas acreditam que a classificação é uma questão de honra.
A partir de hoje as torcidas organizadas estão proibidas de levarem faixas ao Joaquim Américo. A decisão da diretoria foi motivada pela briga antes da partida contra o Guarani, na quarta passada, quando dois torcedores foram esfaqueados.