|
  • Bitcoin 125.206
  • Dólar 5,1420
  • Euro 5,3127
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 26/07/2022, 19:42

Atleta do UFC desabafa sobre masculinidade tóxica após suicídio de amigo

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Grande promessa do MMA britânico, Paddy Pimblett não decepcionou os fãs no último fim de semana: em pouco mais de um round e meio, ele finalizou Jordan Leavitt e chegou à terceira vitória seguida no UFC. 'The Baddy', que é apontado por muitos como uma futura estrela da companhia, chamou a atenção não só pelo desempenho no octógono.

Logo após o triunfo, o atleta desabafou no microfone do UFC. O britânico dedicou o resultado a um amigo, que se suicidou antes do evento, e fez um alerta sobre a masculinidade tóxica. Ele foi aplaudido pela arena.

"Eu quero dedicar essa luta para meu bebê Lee. Um guerreirinho. Ele é mais lutador que qualquer um aqui. Mas também eu acordei na sexta-feira (22 de manhã, às 4h, recebi uma mensagem lá de casa dizendo que um dos meus amigos se suicidou. Isso foi 5h antes da pesagem", iniciou o lutador.

"Existe um estigma neste mundo de que os homens não podem reclamar. Escuta aqui, se você é um homem, está carregando muito pesos nos ombros e acha que a única solução é tirando sua própria vida. Por favor, fale com alguém! Fale com qualquer pessoa! Eu prefiro ter meu amigo chorando no meu ombro do que ter que ir ao seu funeral semana que vem. Então, por favor, vamos acabar com esse estigma. E que os homens comecem a falar", desabafou.

A masculinidade tóxica diz respeito a um conjunto de ações praticadas por homens, como a adoção de riscos ocupacionais ou de direção, o sexo desprotegido, o consumo excessivo de álcool ou a falta de ajuda em face de distúrbios emocionais. Esses comportamentos machistas reduzem a expectativa de vida dos homens na América.

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda especializada como o CVV (Centro de Valorização da Vida) e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade.

O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil