|
  • Bitcoin 121.121
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3348
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 12/07/2022, 22:40

Athletico vence o Bahia de virada e vai às quartas na Copa do Brasil

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 12 de julho de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Athletico-PR está nas quartas de final da Copa do Brasil. Apesar de ter jogado mal durante a maior parte, o Furacão conseguiu virar na reta final do segundo tempo e venceu o Bahia por 2 a 1, nesta terça-feira (12), na Arena da Baixada, mesmo placar da ida, disputada em Salvador.

Os gols do jogo foram marcados por Davó, que fez de bicicleta para o Bahia aos 4 minutos de jogo, e Erick e Rômulo, para o Athletico-PR, aos 32 e 48 do segundo tempo, respectivamente. Agora, o Furacão aguarda para saber quem enfrenta na próxima fase. O adversário será definido em sorteio nos próximos dias.

Os dois times voltam a campo neste fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro. Na Série A, o Athletico-PR recebe o Inter, na Arena da Baixada, no sábado (16), às 16h30. No mesmo dia, mas às 18h30, o Bahia visita o Guarani em Campinas, pela Série B.

O Athletico-PR entrou em campo desligado, e o Bahia aproveitou. Abriu o placar logo aos 4 minutos do primeiro tempo, com um golaço de bicicleta de Davó. Após sair na frente, os visitantes seguiram em cima e quase ampliaram aos 12, quando Gabriel Xavier perdeu chance claríssima. Depois disso, O Tricolor de Aço ainda teve contra-ataques perigosos, mas não aumentaram a vantagem na etapa inicial.

No segundo tempo, o Bahia voltou já assustando o Athletico-PR, em grande oportunidade perdida por André logo no primeiro minuto. O Athletico-PR continuou apagado no jogo, mas conseguiu empatar após cruzamento na área aproveitado por Erick, aos 32 minutos da etapa final. O resultado já garantia a classificação às quartas de final da Copa do Brasil, mas ainda deu tempo para a virada: Rômulo fez o segundo do Furacão aos 48 da etapa final.

O time de Felipão esteve irreconhecível no primeiro tempo. Desorganizado, espaçado e insistindo nas bolas aéreas, o Athletico-PR praticamente não conseguiu jogar e viu o Bahia ter o total domínio da partida dos primeiros 45 minutos. Continuou mal no segundo tempo, mas encontrou o gol salvador com Erick e virou com Rômulo na reta final.

Do lado baiano, Enderson Moreira escalou o time com uma linha de cinco na defesa, e os laterais viravam alas quando o time tinha a posse da bola. A estratégia deu muito certo no primeiro tempo, quando o Tricolor de Aço poderia ter tido uma vantagem maior. Na etapa final, a equipe diminuiu o ritmo e foi castigada com a virada no fim.

Técnico com mais títulos da Copa do Brasil, com quatro conquistas (1991, 1994, 1998 e 2012), Felipão, de 73 anos, manteve o sonho de ampliar o recorde e buscar o pentacampeonato do torneio. Além disso, Felipão ainda não sabe o que é perder na Arena da Baixada pelo Athletico. São sete vitórias e dois empates em nove jogos.

Com a classificação, o Athletico-PR garante mais R$ 3,9 milhões pela classificação às quartas de final da Copa do Brasil.

ATHLETICO-PR

Bento; Khellven, Pedro Henrique (Matheus Felipe), Nico e Abner (Pedrinho); Erick, Hugo Moura e Terans; Canobbio (Rômulo), Pablo (Matheus Fernandes) e Pedro Rocha (Cuello). T.: Felipão

BAHIA

Danilo Fernandes; André (Douglas Borel), Gabriel Xavier (Zé Vitor), Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Lucas Mugni e Daniel (Rodallega); Raí (Jacaré) e Davó (Marcelo Ryan). T.: Enderson Moreira

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Juiz: Marcelo de Lima Henrique (CE)

VAR: Rodrigo Nunes de Sa (Fifa-RJ)

Cartões amarelos: Pablo, Felipão (ATH); Gabriel Xavier, Jacaré (BAH)

Gols: Davó (Bahia); Erick e Rômulo (Athletico)