Agência Estado
De São Paulo
Apontada como a maior sensação do torneio, a austríaca Sylvia Plisckhe, número 33 do ranking mundial, caiu diante da lutadora argentina Paola Suarez, por 6/2, 4/6 e 6/4 em jogo das quartas-de-final do Brasil Open de Tênis, em São Paulo. Outra das favoritas, a também austríaca Patrícia Wartusch perdeu para a suíça Emmanuelle Galgiardi por 6/3 e 7/5.
Assim, as semifinais deste sábado serão jogadas sem a presença de algumas das favoritas, mas com jogadoras que mostraram força e talento em uma competição equilibrada, com tenistas bem classificadas no ranking da Associação Feminina de Tênis (WTA). Paola Suarez - responsável pela eliminação da cabeça-de-chave número 1, Sylvia Plisckhe - ocupa a 64ª posição no ranking, e irá enfrentar a sul africana Joannette Kruger.
‘‘Tive muita sorte diante da Sylvia Plisckhe’’, contou Suarez, muito contente após sua vitória. ‘‘Estava perdendo o terceiro set por 3 a 1 e percebi que a Sylvia errou uma bola fácil, perdeu a confiança e aproveitei para buscar a vitória.’’
Este jogo parecia mesmo estar nas mãos de Plisckhe, mas Paola Suarez comprovou ser uma lutadora e ao vencer quatro games seguidos na terceira série, ganhou o jogo e colocou-se como um das candidatas ao título. ‘‘Não posso me considerar uma favorita, mas com o apoio que recebi da torcida aqui no Pinheiros, fiquei entusiasmada na luta pelo campeonato.’’
A adversária de Suarez, Joannette Kruger ocup a posição de número 126 da WTA. Mas esta semana no Brasil Open vem mostrando um jogo consistente e tem golpes seguros tanto de esquerda como de direita. Na rodada de ontem ganhou da espanhola Cristina Torrens-Valero por 6/4, 6/7 (7 x 3) e 6/3.
A outra semifinal terá a húngara Rita Kuti Kis (74ª no ranking), diante de Emannulelle Galiardi (67ª ). No rodada de ontem, Kis superou a alemã Anca Barna por 6/1 2/6 e 6/1.