|
  • Bitcoin 144.334
  • Dólar 4,8307
  • Euro 5,1558
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 23/04/2022, 20:46

Árbitro diz que Ceni chamou arbitragem de caseira antes de ser expulso

PUBLICAÇÃO
sábado, 23 de abril de 2022

BRUNNO CARVALHO
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O árbitro Bruno Arleu de Araújo escreveu na súmula da partida entre Red Bull Bragantino e São Paulo o motivo de ter expulsado Rogério Ceni. De acordo com ele, o treinador chamou a arbitragem de "caseira" durante reclamação com o quarto árbitro, Salim Fende Chaves.

A expulsão aconteceu nos minutos finais do empate por 1 a 1. No documento, Araújo ainda diz que Ceni ofereceu resistência para deixar o campo. "Ficou rodeando o quarto árbitro, ocasionando um tumulto, oferecendo resistência para sair do campo de jogo, e somente se retirando após auxílio de integrantes de sua comissão técnica", escreveu.

O cartão vermelho foi assunto na entrevista coletiva de Rogério Ceni. O treinador chamou de "sacanagem" a postura do quarto árbitro e disse não ter ofendido nenhum dos membros da arbitragem.

"Eu não o ofendi. Pode pegar toda a gravação do lance. Eu não ofendi, não xinguei. Eu saí da área técnica para gritar com o médico. Ok, é um erro sair da área técnica. Eu fui pedir para o representante, porque a gente tem direito de citar na súmula também a nossa versão", disse Ceni.

Por causa do cartão vermelho, Rogério Ceni não poderá comandar a equipe no clássico contra o Santos, no dia 2 de maio, pela quarta rodada do Brasileirão. "O que ele [quarto árbitro] fez é uma puta sacanagem. Não falei nada para ele. Naquele momento eu conversei com ele normalmente e ele fez isso. Sabe o que vai acontecer? Você fica suspenso e esse cara vai trabalhar".