|
  • Bitcoin 120.425
  • Dólar 5,1649
  • Euro 5,2600
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 13/07/2022, 15:00

Após quase sair, Gabriel Neves reencontra rival que o fez ressurgir

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 13 de julho de 2022

THIAGO BRAGA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após vencer o jogo de ida por 1 a 0, o São Paulo se prepara para enfrentar o Palmeiras nesta quinta-feira (14), no Allianz Parque, em São Paulo (SP), pela partida de volta das oitavas da Copa do Brasil. A disputa marca também o reencontro do uruguaio Gabriel Neves com o time alviverde, em reedição dos clássicos que ajudaram o volante a se firmar como titular no clube tricolor.

A história dos jogadores uruguaios no São Paulo é repleta de capítulos vitoriosos. Pedro Rocha, Pablo Forlán, Darío Pereyra e Diego Lugano são os expoentes da ligação entre o time tricolor e o país vizinho. Além disso, representam períodos recheados de conquistas estaduais, nacionais e continentais.

Foi com o peso deste retrospecto que Gabriel Neves chegou ao Morumbi. Contratado em agosto do ano passado, ele demorou a se adaptar. Em 2021, entrou em campo 12 vezes, mas só foi titular em duas partidas.

Neste ano, porém, Gabriel Neves atuou em 17 jogos e foi titular em 11 deles. Sendo que nas últimas sete vezes em que jogou, ele começou a partida em todas. A reviravolta passa por mais confiança, mas o uruguaio também foi beneficiado pelas lesões de Luan, que precisou operar a coxa esquerda, e Andrés Colorado, além da oscilação de Pablo Maia.

Embora a sequência como titular tenha começado contra o Avaí, fora de casa, a afirmação de Gabriel Neves aconteceu nos dois clássicos contra o Palmeiras, disputados com intervalo de três dias. Depois de ser substituído no segundo tempo no jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, o camisa 15 foi um dos destaques do Choque-Rei pela Copa do Brasil. Diante do Palmeiras, rival desta quinta-feira, Gabriel Neves atuou por 89 minutos. E foi elogiado pelo desempenho no jogo, vencido pelo time tricolor por 1 a 0.

"Ele [Gabriel] é bom de trabalhar no dia a dia. Para ele, jogar como primeiro volante é mais difícil. Ele, às vezes, é afoito para tentar tomar uma bola e abrir espaços nas costas, mas ele cumpriu nesses dois jogos [incluindo um pelo Brasileiro] contra o Palmeiras o objetivo de marcar um jogador de muito talento como o Scarpa", declarou o treinador Rogério Ceni, em coletiva após o primeiro jogo com o Palmeiras pela Copa do Brasil.

Depois deste jogo, Neves ganhou mais espaço e emendou outras boas atuações, como no mata-mata contra a Universidad Católica, do Chile, que garantiu o São Paulo nas quartas de final da Copa Sul-Americana.

Apesar de ter virado titular em uma posição que não é a sua de origem, Gabriel Neves se mostrou confortável atuando em uma função mais defensiva. Mas não só. Dinâmico, ele desarma e aparece para jogar, circulando pelo meio de campo, seja dando opção ou ajudando a inverter o jogo.

Dados da plataforma Sofascore. especializada em estatísticas, mostram que o uruguaio teve acerto de passes superior a 85% em seis dos últimos sete jogos. Contra o Palmeiras pela Copa do Brasil, o camisa 15 ainda mostrou que a mira está em dia, ao acertar cinco de seis lançamentos, pegando os adversários desprevenidos.

No jogo de volta, ele terá de se desdobrar para ajudar o São Paulo a conseguir a classificação às quartas de final da Copa do Brasil. Além de auxiliar na marcação do rápido ataque do Palmeiras, Gabriel Neves também terá de ajudar o time tricolor a sair da pressão que será imposta pelos donos da casa desde o início, tentando repetir o que foi feito na final do Campeonato Paulista, quando o clube alviverde goleou o rival e ficou com o título.

Para a partida, o técnico Rogério Ceni ainda não poderá contar com Arboleda, Luan, Caio, Andrés Colorado e Alisson, que seguem no departamento médico. Nikão e André Anderson, recuperados de lesão, já treinam com a equipe, mas são dúvida entre os relacionados. Uma possível escalação inicial do São Paulo tem: Jandrei; Diego Costa, Miranda e Léo; Rafinha, Gabriel Neves, Igor Gomes (Talles Costa), Rodrigo Nestor, Patrick (Éder) e Welington; Calleri.

O Palmeiras, por sua vez, pode ser desfalcado por Rony, que sentiu dores na coxa esquerda durante o empate com o Fortaleza, no último domingo (10), pelo Campeonato Brasileiro, e se tornou dúvida. Em compensação, o atacante Gabriel Verón, que desfalcou o time alviverde nas últimas partidas após sofrer um corte no pé, já voltou a treinar com a equipe e pode aparecer entre os relacionados. Uma provável escalação inicial do técnico Abel Ferreira tem: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gustavo Scarpa, Dudu e Breno Lopes (Gabriel Verón, Wesley ou Rony).

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Horário: Às 20h (de Brasília) desta quinta-feira (14)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Transmissão: Amazon Prime Video