Após acidente, Renata está apta a jogar


Gilmar Agassi Reportagem Local
Gilmar Agassi Reportagem Local

A família da jogadora de futebol Renata Costa, 21 anos, levou um susto quando foi informada que ela havia sofrido um acidente na região de Bauru, interior de São Paulo, no final da tarde de segunda-feira. Renata estava na direção de seu carro, um Corsa, quando colidiu com a traseira de um Fox, que teria freado bruscamente por causa de uma cancela que separa a estrada da linha férrea - a cancela teria sido acionada indevidamente.
Além de Renata, estavam no Corsa outras duas jogadoras do Botucatu, time de futebol feminino do interior paulista: Cátia, de 16 anos, e a lateral-esquerda Michele, 22, que esteve na campanha do vice-campeonato mundial, junto com a zagueira paranaense. Renata e Michele sofreram apenas escoreações, porém Cátia, que estava no banco de trás e sem cinto de segurança, pode ficar paraplégica. Ela está internada na UTI do Hospital das Clínicas da Unesp, em Botucatu, mas não corre risco de morte. As jogadoras iam para Bauru para participar de um evento de estímulo à doação de órgãos.
O pai de Renata, o técnico de futebol Antônio Costa, o Fumaça, que mora em Assaí (36 km a leste de Londrina), disse que a filha não sofreu nada grave e que, inclusive, atuará pelo Botucatu em uma partida contra o Santos, hoje, no litoral de São Paulo. ''Foi um grande susto, mas graças a Deus não aconteceu nada com ela. O prejuízo com o carro é de menos. Carro compra outro'', afirmou Fumaça. (Com Agência Estado)


Continue lendo


Últimas notícias