|
  • Bitcoin 144.683
  • Dólar 4,9690
  • Euro 5,2115
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 15/04/2022, 15:15

Apesar de limitações, torcida do Frankfurt formou maioria no estádio do Barcelona em jogo pela Liga Europa

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 15 de abril de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A imagem foi impactante: enquanto o Eintracht Frankfurt dava um baile no gramado, nesta quinta-feira (14), as arquibancadas do Camp Nou pulsavam como se o jogo fosse na Alemanha, não em Barcelona. Eliminado da Liga Europa com a derrota por 3 a 2 em casa, o clube catalão agora investiga como foi possível ter tantos torcedores visitantes no estádio se havia disponibilizado apenas 5 mil ingressos para eles.

A imprensa espanhola calcula que cerca de 30 mil torcedores do Frankfurt foram a Barcelona e a maioria absoluta deles tenha entrado no Camp Nou. Alguns fatores combinados podem explicar a entrada dos alemães. A começar pela revenda de ingressos por parte dos sócios, o que fica evidente pela distribuição de visitantes por todos os setores do estádio. As entradas para este jogo não eram livres, ou seja, cada entrada dava direito a uma cadeira específica. O que o Barcelona investiga é a possibilidade de os sócios terem atuado como cambistas: comprado um ingresso e imediatamente revendido aos visitantes, possivelmente a um preço maior.

Outros "suspeitos" são os operadores turísticos. Não é incomum que agências ofereçam pacotes de viagem para Barcelona com um ingresso incluso, e esta possibilidade ganha força pela presença de vários grupos de alemães sentados juntos no Camp Nou.

Por fim, a venda direta a partir do próprio clube, que pode ter tido algum problema técnico com o bloqueio geográfico na venda online de ingressos. Em um jogo internacional, é praxe que o Barcelona impeça a compra de ingressos a partir de computadores registrados no país do time visitante, justamente para evitar uma "invasão", mas o jornal Marca especula que desta vez o sistema pode ter tido algum tipo de erro —o clube, no entanto, nega esta possibilidade.

O Barcelona tratou publicamente o ocorrido como "uma vergonha", está investigando a situação e planeja dobrar a atenção para que algo semelhante não volte a se repetir. Os próprios jogadores, na saída do gramado, mostraram-se incomodados com o número de visitantes, e o técnico Xavi admitiu que o estádio dividido "certamente não ajudou" o Barcelona na partida.