Curitiba - Depois de sete partidas, da desclassificação e da queda do técnico Caio Júnior, o time do Paraná Clube deverá optar pelo ataque para a última partida da primeira fase do Campeonato Paranaense. O treinador interino Omar Feitosa, que assume o time para este último compromisso, afirma que é importante colocar mais um meia criativo para que o time chegue com mais facilidade ao ataque.
O técnico já definiu os titulares e deve aplicar o esquema 4-4-2. O ex-junior Everton, que estreou em Paranaguá, está ganhando o lugar no meio, ao lado de Marquinhos. Dauri, contundido, deve dar lugar a Waldir, enquanto Flávio, que cumpriu suspensão por ter sido expulso, volta ao time. Outro que também volta é o lateral Fabinho, que estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo.
Waldir e Flávio agora são aplicados alunos do ''mestre de gols'' Saulo, que reassumiu a função de treinador de atacantes do Paraná Clube. Os dois prometem começar a por em prática as aulas da semana. O professor garante que, se os alunos forem mesmo aplicados, em dois meses o time terá pelo menos um goleador, no estilo de Márcio, que deixou o clube e que também foi aluno de Saulo antes de ''explodir'', no comando do ataque do Paraná.
O time para a partida contra a Portuguesa Londrinense, sábado, às 15h30, no Pinheirão deverá ser formado com Darci; William, Fernando Lombardi, Roberto e Fabinho; Emerson, Fernando Miguel, Everton e Marquinhos; Flávio e Waldir. Em caso de derrota, a equipe poderá ficar marcada como a que deixou o Paraná Clube cair para a Segunda Divisão paranaense.
Atlético Pela primeira vez desde a inauguração da Arena, a diretoria do Atlético baixa o preço dos ingressos para uma partida oficial. Para o jogo decisivo contra o Roma, domingo, às 15h30, em Curitiba, o ingresso para a arquibancada estará custando R$ 10,00; mulheres pagam apenas R$ 5,00 e menores de 12 anos não pagam ingresso.