|
  • Bitcoin 123.000
  • Dólar 5,0721
  • Euro 5,1948
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 30/07/2022, 11:05

Amanda Nunes se reinventou após revés e quer mostrar por que é a maior

PUBLICAÇÃO
sábado, 30 de julho de 2022

THIAGO TASSI
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Amanda Nunes empilhou vitórias em sete anos de invencibilidade no UFC e se consagrou como a melhor lutadora da história do MMA.

Campeã em duas categorias diferentes no Ultimate, a Leoa perdeu o título do peso-galo (até 61,2 kg) em dezembro de 2021 após uma derrota inesperada. De lá para cá, em cerca de sete meses, ela se reinventou, mudou de academia e se preparou para a revanche com Julianna Peña, neste sábado (30), a partir das 23h (de Brasília), no UFC 277.

Mais do que recuperar o cinturão e voltar a ser campeã de duas categorias —ela segue com a cinta do peso-pena (até 65,8 kg)—, a brasileira de 34 anos quer mostrar por que é considerada a maior de todos os tempos. Depois da derrota para a americana em 2021, ela foi questionada se ainda tinha 'fôlego' para competir em alto nível, inclusive por Dana White, e não descartou pendurar as luvas.

A derrota, porém, só deu mais forças e motivos para seguir ativa no maior evento de MMA do mundo, como a própria lutadora disse. A "Leoa" deixou o legado brilhante para trás e topou dividir a rotina como mãe com a intensa programação de treinamentos.

"Sair dessa forma [após a derrota] eu realmente não queria. Claro que pensei: 'sabe de uma coisa, ah, deixa ela com o cinturão, já fiz tudo que queria mesmo na minha carreira'. Mas do jeito que perdi não dá, não, ficaria pensando nisso a vida inteira, seria uma coisa que sempre estaria lá no meu subconsciente, eu não ficaria bem. Isso realmente me fortaleceu bastante para voltar para casa, cair na academia e treinar duro para voltar e pegar esse cinturão de volta", afirmou Amanda Nunes.

Dona de um cartel com 21 vitórias e cinco derrotas, a lutadora brasileira mudou alguns hábitos após a derrota. Ela se desligou da academia American Top Team e abriu seu próprio time com a ideia de contar com uma equipe trabalhando exclusivamente em torno dela.

Um triunfo contra sua última algoz, agora, significa mais do que provar que a reformulação deu certo. Ela quer mostrar que ainda tem força e motivação para seguir no topo, mesmo já tendo assegurado, e com folga, um espaço entre os maiores do UFC.

Para a luta, a brasileira promete estar 100% fisicamente. Ela sabe que Julianna Peña vive outro momento após tomar o cinturão, mas quer explorar justamente a confiança da adversária para voltar a vencer.

"Acho que o desafio é que ela está confiante para caramba. E isso é o que me faz perigosa, é a confiança da minha oponente. Quando ela se expõe bastante é onde consigo encontrar as brechas para nocautear, finalizar, para crescer na luta. Ela vem realmente com muito gás, é uma atleta dura, e está com meu cinturão. Ela ganhou de mim, é indiscutível. Mas ela sabe que realmente eu não estava 100% naquela luta, sabe que eu não tinha feito uma boa preparação, sabe que eu estava com lesões. Ela sabe que eu seria uma presa mais fácil e aí aconteceu", disse Amanda Nunes.

O UFC 277 terá transmissão exclusiva do 'Canal Combate'. O evento será transmitido a partir das 19h (de Brasília) com as lutas dos card preliminar; o card principal, com o duelo entre Amanda Nunes e Julianna Peña fechando a noite, começa às 23h.

*

LUTAS DO UFC 277

CARD PRINCIPAL

Peso-galo: Julianna Peña x Amanda Nunes

Peso-mosca: Brandon Moreno x Kai Kara-France

Peso-pesado: Derrick Lewis x Sergei Pavlovich

Peso-mosca: Alexandre Pantoja x Alex Perez

Peso-meio-pesado: Magomed Ankalaev x Anthony Smith

CARD PRELIMINAR

Peso-meio-médio: Alex Morono x Matt Semelsberger

Peso-leve: Drew Dober x Rafael Alves

Peso-pesado: Don'Tale Mayes x Hamdy Abdelwahab

Peso-leve: Drakkar Klose x Rafa Garcia

Peso-meio-médio: Michael Morales x Adam Fugitt

Peso-galo: Joselyne Edwards x Ji Yeon Kim

Peso-meio-pesado: Nicolae Negumereanu x Ihor Potieria

Peso-meio-médio: Orion Cosce x Mike Mathetha