SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A casa do brasileiro Rodrygo, atacante do Real Madrid, foi assaltada na madrugada de domingo (7), pouco depois de o brasileiro marcar dois gols na final da Copa do Rei.

A situação não é novidade na Europa e já aconteceu com outros jogadores. Relembre:

*

Raheem Sterling (Chelsea) - Durante a Copa do Mundo disputada ano passado no Qatar, a casa do atacante foi assaltada e ele precisou sair às pressas da concentração da seleção inglesa para verificar a situação de sua família. Ele só retornou para a disputa do torneio alguns dias depois.

Reece James (Chelsea) - Colega de equipe de Sterling, Reece James teve sua casa em Londres, na Inglaterra, invadida em setembro de 2021, O cofre do jogador com medalhas da Liga dos Campeões, Eurocopa e Supercopa foi roubado na ocasião. À época, Reece James ressaltou que estava muito triste e que gostaria que invasores fossem identificados e punidos da maneira correta, mas fez questão de deixar claro que os bens pessoais não são tudo: "Estas medalhas foram conquistadas representando o Chelsea e a Inglaterra - honras que nunca podem ser tiradas de mim, tendo ou não medalhas físicas para provar isso".

Karim Benzema (Real Madrid) - O atacante francês foi vítima de um roubo em sua casa enquanto jogava pelo Real Madrid em janeiro deste ano, contra o Elche, pelo Campeonato Espanhol. A polícia afirmou que a casa em San Sebastián de los Reyes, subúrbio de Madri, estava vazia no momento da ação, que aconteceu antes de Benzema e sua família retornarem para a residência. O mesmo Benzema já havia sido vítima de roubo em sua casa no mês de fevereiro de 2019, enquanto jogava um clássico com o Barcelona. A polícia, inclusive, chegou a investigar se os dois casos tinham alguma relação.

Thomas Müller (Bayern de Munique) - Em setembro de 2022, logo após a vitória de 2 a 0 do Bayern de Munique sobre o Barcelona, pela Liga dos Campeões, Thomas Muller tomou conhecimento que teve a casa roubada enquanto estava em campo na Allianz Arena. De acordo com o jornal alemão "Bild", o prejuízo do jogador com a ação dos criminosos foi estimado em cerca de 500 mil euros (R$ 2,7 milhões na cotação atual). A polícia local confirmou que dinheiro, joias e outros objetos de valor foram roubados.

Thiago Silva (Chelsea) - O zagueiro Thiago Silva, quando atuava no Paris Saint Germain, teve a sua casa na capital francesa assaltada em dezembro de 2018. Segundo informações do jornal francês "L'Équipe", o crime foi cometido enquanto o jogador atuava na partida entre PSG e Nantes, pelo Campeonato Francês, vencida pela equipe do brasileiro.

Choupo-Moting (Bayern de Munique) - Uma semana após o assalto à casa do zagueiro Thiago Silva, outro jogador do PSG foi vítima do mesmo crime. O atacante camaronês Choupo-Moting teve a residência invadida por assaltantes, durante a madrugada, de acordo com o jornal "Le Parisien". Menos de um mês antes, Moting já havia tido a casa roubada e perdeu aproximadamente 600 mil euros (cerca de R$ 2,6 milhões na cotação da época).

Sadio Mané (Bayern de Munique) - O então atacante do Liverpool teve sua casa assaltada em 2018 enquanto defendia a equipe inglesa na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, diante do Bayern de Munique, no Estádio Anfield. De acordo com a imprensa local, foi a segunda vez que a residência do atleta foi roubada. Os ladrões levaram relógios, celulares e as chaves dos carros.

Guillermo Ochoa (Salernitana) - O goleiro mexicano teve a casa, na Cidade do México, roubada durante sua participação na Copa do Mundo da Rússia, em 2018. De acordo com o jornal argentino "Olé", familiares de Ochoa relataram à polícia local que encontraram as portas da casa abertas e os cofres arrombados. Os criminosos levaram joias, dinheiro, roupas e outros objetos de valor.

Jordi Alba (Barcelona) - Em novembro de 2018, a casa do jogador Jordi Alba, do Barcelona, foi assaltada com a família do atleta dentro. O lateral-esquerdo estava na Itália para disputar uma partida contra a Inter de Milão, pela Liga dos Campeões. O grupo de assaltantes entrou pelo jardim do imóvel localizado no bairro de La Bonanova, em Barcelona (ESP). Os criminosos arrombaram um cofre e reviraram alguns quartos sem serem notados. Enquanto isso, a família ficou no primeiro andar e não estranhou nada a não ser quando viu um carro partindo em alta velocidade.

Kevin-Prince Boateng (Hertha Berlim) - Quando atuava pelo Barcelona, em 2019, o ganês teve sua residência assaltada enquanto estava em campo pelo cube catalão, na vitória sobre o Valladolid por 1 a 0, pelo Campeonato Espanhol. Os ladrões roubaram cerca de 300 mil euros (mais de R$ 1,2 milhões na cotação da época) em joias, relógios e dinheiro em espécie. De acordo com a imprensa local, os criminosos entraram no imóvel que fica no bairro Sarriá, na capital catalã, por meio de uma janela aberta.

Memphis Depay (Atlético de Madrid) - A residência do jogador, que na época atuava pelo Lyon foi assaltada em 2019, enquanto ele enfrentava o Barcelona na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, que terminou empatada por 0 a 0. Segundo o jornal local "Le Progrès", os ladrões quebraram uma janela e levaram joias e roupas do jogador. Foi a segunda vez que o atacante holandês teve a casa roubada. Em agosto de 2018, ele teve um prejuízo de cerca de um milhão de euros (cerca de R$ 4,2 milhões) em bens furtados.