|
  • Bitcoin 148.269
  • Dólar 4,8801
  • Euro 5,1581
Londrina

Esporte

m de leitura Atualizado em 06/05/2022, 17:39

'Acho que há sacos de areia', Verstappen ironiza carro da Mercedes

PUBLICAÇÃO
sexta-feira, 06 de maio de 2022


AUTOR autor do artigo

menu flutuante

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O atual campeão da Fórmula 1, Max Verstappen, deu uma leve provocada na Mercedes por conta do W13, o carro da equipe alemã para a temporada de 2022. Em entrevista ao 'The Telegraph', ele ironizou o monoposto que está sendo dirigido por Lewis Hamilton e George Russell. "Acho que há muitos sacos de areia em algum lugar no carro deles", disse, rindo.

O comentário do holandês da Red Bull Racing foi feito após ele ser lembrado de quando disparou que a Mercedes estava fazendo 'sandbagging' no início da temporada. Esse tempo é utilizado no meio para se referir a uma equipe, ou piloto, que performa abaixo do potencial para esconder o jogo e depois surpreender.

No entanto, esse vem se provando não ser o caso da equipe alemã neste ano. Desde a pré-temporada, o W13 não está emplacando e o melhor resultado da Mercedes nas quatro primeiras corridas foi a terceira colocação -de Hamilton no GP do Bahrein e de Russell no GP da Austrália.

No último GP, vencido por Verstappen, o holandês chegou a dar uma volta em Hamilton, que terminou na 13ª posição. O piloto da Red Bull disse que não teve prazer em ultrapassar o heptacampeão, com quem disputou o título da temporada passada até a última corrida.

"Para ser honesto, não era algo que eu estava aproveitando na hora. Estava apenas focado na minha corrida e em vencer. Não era como se eu estivesse: 'Oh, estou dando uma volta em Lewis, que sensação incrível'. Tive grandes batalhas contra ele no ano passado, agora ele está em um carro que não é tão bom", declarou.

Logo na sequência, ele deu uma cutucada ao ponderar sobre a diferença de posições entre os dois pilotos da Mercedes no final da prova. "Dito isso, George terminou em quarto naquele carro. Então, o W13 não é tão horrível, certo?", completou. De acordo com o 'The Telegraph', Verstappen deu "um sorriso quase imperceptível" após o comentário.

Embora esteja na terceira colocação entre as equipes, com 77 pontos, mais da metade da pontuação da Mercedes vem de Russell. O britânico de 24 anos está em quarto lugar, com 49 pontos, três posições acima de Hamilton, com 28. Verstappen, por sua vez, está em segundo, com 59.

Por fim, o holandês também foi questionado sobre a declaração do consultor da Red Bull, Helmut Marko, de que Hamilton deveria ter se aposentado no ano passado. "Não estou pensando nessas coisas. Estou focado apenas no meu próprio desempenho, no que posso fazer para tornar o carro mais rápido", concluiu.