ABRAÇO DE DESPEDIDA
Josoé de CarvalhoDeve ter sido uma das noites mais longas da vida do meia Denílson, cortado anteontem da Seleção pré-olímpica. Abatido, ele deixou o hotel, ontem de manhã, e seguiu para São Paulo no vôo 543 da TAM. De lá, iria ainda ontem para a Espanha, onde se apresenta ao Real Bétis. O jogador não quis falar com a imprensa. Ele entrou no aeroporto por um portão lateral, escoltado por policiais, e permaneceu quase todo o tempo na sala de embarque. O avião levando o jogador partiu pouco depois das 11 horas. No dia anterior, Denílson declarou que tinha dúvidas se teria motivação para continuar no Bétis. Denílson foi dispensado depois que o Bétis exigiu sua presença em jogos pela Copa do Rei da Espanha e um pelo Campeonato Espanhol.