|
  • Bitcoin 202.099
  • Dólar 5,4587
  • Euro 6,1923
Londrina

MERCADO DE TRABALHO 5m de leitura Atualizado em 20/12/2021, 19:06 assinante

Marketing digital: a profissão do futuro

Salários para profissionais da área costumam ser altos, mesmo para iniciantes; vagas de emprego no Brasil crescem a cada dia para várias funções

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Tamiris Anunciação/ Especial para a FOLHA
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A internet, sem dúvidas, mudou a forma como a sociedade e as empresas se relacionam com o público consumidor. É praticamente impossível acessar as redes sociais ou qualquer plataforma online e não se deparar com um anúncio ou publicidade de algum produto.  No centro de toda essa avalanche de conteúdo comercial na internet está o crescimento do marketing digital, surgido em 1990, mas que tem ganhado força nos últimos tempos, principalmente após a pandemia. 

Assim como o marketing tradicional, o marketing digital tem o objetivo de comunicar, promover e divulgar produtos e serviços, mas a diferença é o uso das plataformas no meio online e outras ferramentas digitais
Assim como o marketing tradicional, o marketing digital tem o objetivo de comunicar, promover e divulgar produtos e serviços, mas a diferença é o uso das plataformas no meio online e outras ferramentas digitais |  Foto: iStock
 

Assim como o marketing tradicional, o marketing digital tem o objetivo de comunicar, promover e divulgar produtos e serviços, mas a diferença é o uso das plataformas no meio online e outras ferramentas digitais. Só no Facebook são cerca de três milhões de anunciantes usando a rede social para alcançar  seus consumidores.

Um outro diferencial do marketing é a aplicação de diferentes técnicas que podem ser usadas para atingir o público desejado. As diferentes técnicas demandam diferentes profissionais que as dominem, fazendo com que o marketing digital seja considerado a profissão do futuro.

Tony Montezuma é diretor de marketing na empresa londrinense Bis2Bis, especializada em desenvolver lojas online para todo o Brasil. Para ele, além do marketing digital ser uma área em crescimento, também é um setor de tempo de aprendizagem curto. “Não tenho dúvidas de que esta é uma profissão do futuro e um investimento certo. Estamos falando de uma área com alta demanda e tempo de aprendizagem curto.”

A alta demanda pode ser explicada pelos números que comprovam o potencial lucrativo da internet para as vendas. Segundo dados da eMarketer, companhia especializada em pesquisas de mercado, a expectativa é de que até 2024 as vendas online movimentem cerca de US$ 6,3 trilhões. Mas com tantas opções que a internet oferece, para conseguir uma fatia desses números é preciso investir em relacionamento e análise de dados para que as ações, de fato, gerem lucros. 

Os salários para profissionais de marketing digital podem chegar a até R$60.000,00, mas mesmo para quem estiver começando os salários costumam ser mais altos que outros setores. Existem cursos online e até mesmo gratuitos que podem especializar profissionais na área, alguns exemplos citados pelo Tony Montezuma são os cursos oferecidos pelo próprio Google e pela empresa de marketing Rock Content. 

Só no Linkedin, em uma busca recente, é possível encontrar mais de 3.000 resultados para vagas de emprego no Brasil em marketing digital, entre as principais funções estão Social Media, analista de marketing e até uma vaga na global Amazon, para especialista em marketing online. “O marketing digital pode funcionar para qualquer pessoa, independente da idade, existem muitas áreas para se especializar, é possível aprender a usar a internet como profissão”, destaca Tony Montezuma. Para o especialista, além dos cursos na área é importante que para conseguir uma vaga em marketing digital, o profissional tenha boa comunicação, boa escrita e senso estético. 

A Bis2Bis é uma das empresas com vagas abertas para profissionais de marketing digital e com a abertura da nova sede em um shopping da cidade novas vagas serão abertas. Tony Montezuma também destacou que para vagas nessa área é importante manter um currículo atualizado no Linkedin e um perfil nas redes sociais. 

EFEITO PANDEMIA 

A pandemia acelerou a entrada das empresas que ainda não estavam presentes nas plataformas online, no mundo digital. O tráfego de internet no Brasil aumentou 50%, segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A vida, literalmente, passou a acontecer online. O mundo como conhecíamos precisou se adaptar e desbravar novos territórios no imenso universo da internet. 

Se algumas áreas foram afetadas por isso, outras, como setores da tecnologia da informação e o marketing digital ganharam espaço. Muitas empresas conseguiram superar a crise, ou pelo menos passar por ela com mais fôlego, graças ao investimento em marketing digital e aos profissionais dessa área. Este é o caso da Qualimed Saúde, empresa londrinense que oferece atendimentos médicos especializados por um custo menor. 

Civaldo  Agnelo dos Santos, analista de marketing: “Ou você trabalha com dados, ou você gastará muito mais dinheiro e não basta ter dados, é preciso saber analisar"
Civaldo Agnelo dos Santos, analista de marketing: “Ou você trabalha com dados, ou você gastará muito mais dinheiro e não basta ter dados, é preciso saber analisar" |  Foto: Divulgação
 

Em um período de 6 meses anteriores ao início da pandemia, a empresa havia começado a implantação de um processo de marketing digital baseado em dados, o API: Análise, Precisão e Inteligência de Negócios, coordenado pelo analista de marketing Civaldo Agnelo dos Santos junto a uma equipe de outros profissionais. Foi o trabalho de marketing digital com base em dados que não só impediu a Qualimed de ser impactada pela crise, como fez com que houvesse um crescimento de 105% no número de consultas da empresa.

“Todo o planejamento é feito por dados e isso faz com que haja uma  redução de custos e aumento nos lucros.  As nossas consultas triplicaram, mas primeiro foi preciso organizar toda a estrutura e desenvolver uma linha editorial pensada a partir da jornada do nosso cliente”, pontua o analista de marketing. 

Além do planejamento estratégico muito bem definido e de uma equipe alinhada com os propósitos da empresa, Civaldo  Agnelo dos Santos reforçou a importância de pensar objetivamente para o sucesso dos resultados, sabendo exatamente o tamanho do investimento e quanto deve ser o retorno em números de consultas. “Ou você trabalha com dados, ou você gastará muito mais dinheiro. Os gestores precisam entender como funciona a internet, montar equipes e trazer profissionais que saibam utilizar as ferramentas. Não basta ter dados, é preciso saber analisar”, afirma o especialista. 

Os salários de profissionais da área são altos, justamente porque o retorno em lucros para as empresas também são. Esta é uma demanda de mercado que não deve acabar tão cedo, principalmente com as mudanças diárias e as novidades que surgem na internet, como o recente e comentado, Metaverso anunciado pela gigante Facebook, que pretende revolucionar ainda mais a forma como interagimos online. 

SERVIÇO

Acesse:   Rock Content  e confira opções de cursos de marketing digital gratuitos e pagos. 

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM