Características típicas podem ter impactos positivos no ambiente de trabalho


Rafael Costa  Reportagem Local
Rafael Costa Reportagem Local

O diretor de marketing e inovação da Asid Brasil (Ação Social para Igualdade das Diferenças), Luiz Hamilton Ribas, lembra que há características típicas de pessoas com deficiência intelectual que podem impactar positivamente no ambiente de trabalho das empresas. Ele cita um estudo da  McKinsey & Company que investigou como os trabalhadores com síndrome de Down influenciaram a "saúde organizacional" no McDonald's do Brasil e da Argentina, além da Raia Drogasil, em 2014.

A maioria dos gerentes entrevistados disse que a interação com os funcionários com síndrome de Down os tornou "pessoas mais empáticas e com maior capacidade de compreensão do estado emocional alheio". Também houve melhoras no atendimento ao cliente e na motivação dos funcionários. Características das pessoas com a síndrome, como a forma "transparente" e "sem filtros" de se comunicar, resultou em uma maior habilidade de resolução de conflitos por parte dos gestores.

"Eles concluíram que a contratação de pessoas com síndrome de Down gerou, na época do estudo, uma melhoria na saúde organizacional", conta Ribas.
Independentemente de benefícios específicos para as empresas, a sócia fundadora da consultoria Talento Incluir,Carolina Ignarra, lembra que o acesso ao trabalho é uma questão de dignidade. "O trabalho é praticamente o sobrenome das pessoas", diz. "Nós existimos e precisamos de reconhecimento. Com o reconhecimento que o trabalho traz, a partir do momento em que a pessoa com deficiência vê que é importante, passa a ser uma alguém com a autoestima fortalecida. Torna-se uma pessoa respeitada." (R.C)

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito

Últimas notícias

Continue lendo