Agência Estado
De Brasília
O secretário do Comércio da União Européia, Pascal Lamy, disse ontem que a UE já havia proposto um acordo fitossanitário de reconhecimento mútuo para o setor agrícola. Na época até a Argentina assinou, mas o Brasil não. ‘‘Já temos um acordo com a Argentina, vamos ver como fica o Brasil’’, disse.
Lamy admitiu que existem barreiras tarifárias e não tarifárias na exportação alguns produtos brasileiros, mas que ao invés de ficar falando das barreiras européias o Brasil deveria se preocupar em ser mais competitivo, principalmente reduzindo os impostos ao setor exportador.
O secretário comentou também que dois terços das exportações brasileiras para a Europa não possuem barreiras comerciais, mas admitiu que os produtos tarifados são geralmente itens de maior valor agregado, principalmente os manufaturados e semimanufaturados.