A Renault vai exportar 50% da produção de sua fábrica de motores no Paraná a partir do próximo ano. De acordo com o presidente da montadora, Luc-Alexandre Menard, a unidade aumentará sua capacidade de produção de 200 mil motores em 2001 para 300 mil em 2002. As declarações foram dadas na coletiva da Renault durante o 21º Salão Internacional do Automóvel, no Anhembi, em São Paulo, que será aberto amanhã ao público.
Menard informou que a empresa está consolidando investimentos de US$ 1,3 bilhão aplicados no Brasil. Segundo o executivo, o retorno dos recursos somente ocorrerá no final de 2001. ‘‘Houve um atraso de mais de um ano no prazo programado para o retorno em razão da desvalorização do real’’, afirmou, ontem.
O público que pretende visitar o Salão do Automóvel se deparar com uma vitrine de novidades. Muitas das atrações presentes na exposição estarão, já a partir de dezembro próximo, circulando pelas ruas e estradas brasileiras.
É o caso do Chrysler PT Cruiser, um carro de linhas nostálgicas recém-lançado nos Estados Unidos e que começa a ser importado para o Brasil já a partir de dezembro deste ano.
Também para o mesmo mês, a Honda deve iniciar a produção do novo Civic no País. A notícia, dada pelo presidente da marca japonesa no Brasil, Koichi Kondo, causou surpresa, pois a nova versão do carro – a sétima desde a criação do Civic – foi lançada agora, no começo deste mês no Japão. O investimento será de US$ 80 milhões.
A General Motors é outra marca que trouxe para o Salão três novos produtos que devem estar à venda no mercado brasileiro em breve. Além da linha S10 e Blazer, que foram remodeladas visualmente, a marca apresenta no seu espaço a minivan Zafira – concorrente direta da Renault Scénic – e o jipe Tracker, uma versão do jipe Grand Vitara, feito pela Suzuki na Argentina, e que passa a receber a marca Chevrolet no Brasil.
A paranaense Renault também demonstra pela primeira vez a RX4, versão 4x4 da Scénic, que começa a ser importada para o Brasil no primeiro semestre de 2001, e uma versão esportiva do compacto Clio, com motor 2.0 16V de 175 cv.