A Receita Federal está fazendo um alerta à população para a atuação de pessoas que se dizem auditores da Receita Federal para tentar extorquir dinheiro de contribuintes. Para evitar que pessoas caiam no golpe, a RF informa que todos os auditores fiscais, ao visitarem algum contribuinte, seja pessoa física ou jurídica, devem apresentar o Mandado de Procedimento Fiscal (MPF), documento que é emitido apenas pelo delegado da Receita Federal.
O MPF autoriza a realização de procedimentos de fiscalização ou de diligências. Ele identifica ainda o contribuinte a ser fiscalizado, os tributos/contribuições a serem verificados e os respectivos períodos de apuração, o nome do auditor responsável pela execução dos procedimentos e a identificação do seu supervisor, com a indicação do número de telefone, para contato e o nome e a assinatura do delegado ou delegado substituto da Receita.
O MPF possui ainda uma senha que pode ser acessada, via Internet, para confirmação da legitimidade do documento. Para isso, basta acessar na página da Receita Federal (http://www.receita.fazenda.gov.br) a opção 'serviços - mandado de procedimento fiscal - consulta ao mandado de procedimento fiscal', digitar o número do CPF ou CNPJ e a senha.
A Receita orienta para que o contribuinte chame a polícia, caso seja visitado por alguém que se apresentar como aditor da RF, sem portar o MPF.