|
  • Bitcoin 101.900
  • Dólar 5,3317
  • Euro 5,5605
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 16/05/2022, 15:47

Reajuste de 4,96% na tarifa da Sanepar entra em vigor nesta terça

Valor mínimo pelos serviços de água e esgoto passa a ser de R$ 81,45; Agepar também homologou reajuste para a Compagas

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 16 de maio de 2022

Reportagem local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Entra em vigor nesta terça-feira (17) o reajuste de 4,96% na tarifa de água e esgoto da Sanepar. Com a autorização da Agepar (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná), a tarifa mínima passa a ser de R$ 81,45. 

Imagem ilustrativa da imagem Reajuste de 4,96% na tarifa da Sanepar entra em vigor nesta terça Imagem ilustrativa da imagem Reajuste de 4,96% na tarifa da Sanepar entra em vigor nesta terça
|  Foto: Gustavo Carneiro
 

O reajuste foi solicitado pela Sanepar para aplicação no momento em que a 2ª Revisão Tarifária Periódica (RTP) analisa a estrutura tarifária para vigorar no próximo ciclo. A Agepar aceitou o pedido, porém decidiu pela aplicação de percentual considerando o desenvolvimento dos trabalhos de revisão tarifária e postergando eventuais atualizações deste período para o encerramento da 2ª RTP, previsto para abril de 2023.

GÁS

O Conselho Diretor da Agepar homologou também, na quarta-feira (11), reajuste médio de 13,91% nas tarifas de distribuição de gás canalizado da Compagas (Companhia Paranaense de Gás).

De acordo com segmento de usuário e faixa de consumo, o aumento pode ser maior ou menor com relação à média. As novas tarifas passarão a valer após a publicação da decisão em Diário Oficial. No entanto, as diferenças encontradas entre 1º de maio e a publicação da decisão do Conselho serão acrescentadas na análise da parcela de recuperação da conta gráfica, programada para agosto de 2022. 

Foram analisados dois cenários para atualização tarifária: reajuste integral com parcela de recuperação da conta gráfica e a aplicação do reajuste sem parcela de recuperação. 

Considerando os reflexos econômicos gerados pela pandemia de Covid-19 para o usuário residencial e industrial, o Conselho optou pela aplicação do reajuste sem a parcela de recuperação, postergando para agosto a sua aplicação, condicionada à nova análise do cenário econômico.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.