Agência Estado
De Brasília
O Ministério Público Federal em Brasília impetrou ação cautelar de improbidade na Justiça Federal ontem pedindo a suspensão de todo o processo de privatização do Banespa, inclusive do leilão, marcado para maio. Na lista dos réus estão o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, e o Banco Fator S.A., que liderou consórcio vencedor da licitação para apurar o valor de privatização do Banespa.
Os grandes bancos nacionais e estrangeiros confirmaram ontem participação na fase de pré-qualificação para a compra do Banespa, reforçando as expectativas de disputa acirrada. As três maiores instituições privadas do Brasil, Bradesco, Itaú e Unibanco, os norte-americanos BankBoston e Citibank, o espanhol Banco Bilbao Vizcaya e o britânico HSBC (ex-Bamerindus) confirmaram a entrega dos documentos.