Da Redação
‘‘A atual fase de recuperação nos preços deve continuar por mais alguns dias. Apesar disso, pode ser sucedida por um momento de estabilização ou retração ao longo de fevereiro, quando entra o período sazonal de menor interesse de compra pelos farelos no hemisfério norte’’, atesta a Oil World.
A publicação informa ainda que ‘‘quando as compras de farelo diminuem, consequentemente há uma menor demanda de oleaginosas, especialmente de soja’’. De qualquer forma, a Oil World prevê março, que ‘‘provavelmente poderá se estender até meados de abril’’.
A publicação ressalta que há ainda dois fatores que podem influir sobre os preços das oleaginosas nos próximos meses. Um deles é o clima sobre as regiões produtoras da América do Sul.
O outro é o tamanho da área que será destinada á soja na próxima
safra dos Estados Unidos.