Os preços do petróleo chegaram a cair ontem nas duas principais praças de negociação do óleo – Londres e Nova York. No entanto, o temor de que as reservas norte-americanas podem estar abaixo do normal pressionou o valor dos barris de novo para alta.
Em Londres, o petróleo brent (referência internacional) para venda em dezembro fechou em alta de US$ 0,22, a US$ 31,10. Em Nova York, o barril de petróleo para venda em novembro subiu US$ 0,07, a US$ 32,99. Sairia ainda na noite de ontem um relatório do Instituto de Petróleo Americano (API). A expectativa de novas quedas nos estoques acentuam as preocupações do mercado de que o inverno do Hemisfério Norte pode ter excesso de demanda por óleo e oferta insuficiente.
O uso das reservas estratégicas dos EUA e a oferta de 800 mil barris diários a mais – desde o início de outubro – têm contribuído para puxar o preço do óleo para baixo. No entanto a crise no Oriente Médio impede que os preços caiam.