Assine e navegue sem anúncios [+]

Prazo para entrega da declaração do IRPF termina nesta segunda

Até a última sexta-feira (28), 18,8 mil londrinenses, o que representa quase 15% dos contribuintes da cidade, ainda não haviam transmitido os dados para a Receita Federal

Mie Francine Chiba - Grupo Folha
Mie Francine Chiba - Grupo Folha

 

Prazo para entrega da declaração do IRPF termina nesta segunda
iStock
 


Termina nesta segunda-feira (31), às 23h59, o prazo para a entrega da declaração do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) para aqueles que ainda não acertaram as contas com a Receita Federal. De acordo com a Delegacia de Londrina, até a última sexta-feira (28), 18,8 mil londrinenses ainda não haviam feito a transmissão de seus dados, o que representa quase 15% dos contribuintes da cidade. De acordo com o órgão, 131.214 declarações são esperadas, sendo que pelo menos 112.381 já foram entregues. 


Devido à pandemia, o prazo de entrega da declaração foi prorrogado por 30 dias. "O prazo se encerra mesmo no dia 31 de maio e não haverá prorrogação", alerta o delegado da Receita Federal em Londrina, Reginaldo Cezar Cardoso. Para ele, o número de londrinenses que ainda não entregou a declaração está condizente com os anos anteriores. "É normal uma concentração de declarações nos últimos dias."


Os sistemas da Receita Federal estão preparados para receber um grande volume de transmissões, afirma o delegado. Mas ele avisa que o atraso na entrega da declaração ocasiona uma multa mínima de R$ 165,74, que pode chegar a 20% do valor do imposto devido.


PRINCIPAIS ERROS


Na pressa, alguns erros comuns também podem fazer com que o contribuinte caia na malha fina. Dentre eles, Cardoso cita a omissão de fonte de rendimentos própria ou de dependente. "O declarante esquece de informar uma fonte de renda secundária. Por exemplo: filho declarado como dependente que trabalha meio expediente. O valor desse rendimento do dependente tem que ser informado como rendimento tributável."


Ele destaca ainda a presença de informações do dependente em mais de uma declaração. "A dependência econômica só pode estar vinculada a um declarante. Por exemplo: dois irmãos que arcam com as despesas da mãe. Apenas um deles poderá deduzir de seu imposto essa dependência econômica. Se ambos declararem, cairão em malha fiscal."


Por fim, o delegado aponta a declaração de despesas médicas como um dos erros mais cometidos pelos contribuintes. "Todas as deduções relativas a despesas médicas passam por cruzamento de dados com as informações prestadas pelos profissionais de saúde. Se houver divergência nos valores, o contribuinte pode vir a ser chamado a justificar."


No Paraná, cerca de 1,8 milhão de contribuintes já haviam declarado o imposto de renda até sexta-feira. O número representa 87,8% das declarações esperadas (2,1 milhões). No Brasil, o número sobe para 89,5% - 28,6 milhões das 32 milhões de declarações esperadas.

Como você avalia o conteúdo que acabou ler?

Pouco satisfeito
Satisfeito
Muito satisfeito
Assine e navegue sem anúncios [+]

Últimas notícias

Continue lendo