O ministro Pratini de Moraes abriu negociações com o Canadá para exportar para esse país carne de frango e carne bovina. Para exportar a carne de frango, disse ter discutido um acordo com o ministro da Agricultura canadense, Lyle Vanclief, pelo qual o Canadá importará cortes nobres do produto e, em troca, exportará carne de frango destinada a consumo das indústrias nacionais. Pratini explicou que a negociação deverá render cerca de US$ 15 milhões a US$ 20 milhões anuais para o Brasil. ‘‘É uma quantia pequena, mas é importante porque significa a abertura de um mercado, uma vez que o produto nunca foi vendido ao Canadᒒ, salientou.
Segundo ele, até o fim do mês o governo canadense deverá enviar uma lista das empresas que irão participar desse intercâmbio comercial ao Ministério da Agricultura. Com relação à carne bovina, Pratini disse que até o mês que vem uma missão técnica do Canadá deverá vir ao Brasil para visitar as regiões produtoras e obter informações sobre as condições sanitárias do rebanho brasileiro.
Ontem, a negligência do governo em relação a febre aftosa, teve mais uma consequência: a Russia está ameaçando suspender as importações de carne suína.
É bom mesmo que o governo procure espaço para os produtos brasileiros. Afinal, a contribuição do agronegócio para a balança comercial será menor este ano (ver na página 5 deste caderno).
É vedade que isto ocorre, em parte, porque as commodities agrícolas tiveram preço menor no mercado mundial este ano. O mercado externo está abarrotado de café e soja. Mas, em parte, isto se deve também à fracassada política agrícola e mercadológica do governo FHC.