|
  • Bitcoin 120.852
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3346
Londrina

Pensando o futuro

m de leitura Atualizado em 16/01/2022, 16:05

O que você precisa saber para investir melhor pensando na aposentadoria

Conhecer diferentes formas de investimento vão te ajudar a conquistar a liberdade financeira

PUBLICAÇÃO
domingo, 16 de janeiro de 2022

Lucas Souza - Estagiário*
AUTOR autor do artigo

Foto: iStock
menu flutuante

Com as constantes mudanças de regras do INSS e o baixo número de trabalhadores ativos que pagam os benefícios dos aposentados, você precisa começar a se preocupar com a aposentadoria. Segundo dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), o número de desempregados no país é de 12,6%, o que representa 13,5 milhões de desempregados. Ou seja, devido ao grande número de desempregados e a expectativa de vida da população cresce cada vez mais devido ao avanço da tecnologia e medicina, a contribuição para a previdência é cada vez menor. Por conta disso, planejar e conhecer formas do seu dinheiro render ainda mais vão ajudar no seu futuro. Além da possibilidade de deixar o seu dinheiro na poupança, há outras formas de investimento que você precisa conhecer.

Renda Fixa

Os títulos de renda fixa funcionam como um empréstimo de seu dinheiro ao emissor, como bancos, empresas ou o governo. A rentabilidade é definida a partir da compra do título e por esse motivo tornam-se previsíveis. Os tipos de renda fixa podem ser Prefixada, Pós-fixada e Hibrida.

PREFIXADA

Neste tipo de título, o valor do rendimento é fixo até o vencimento, por exemplo, 7% ano. No final do período, você receberá o valor investido mais a porcentagem indicada. Os tipos de aplicação que oferecem essas taxas são:

- Tesouro Direto Prefixado

- CDB

- LC

PÓS-FIXADA

A taxa pós fixada é atrelada ao indexador de economia como Taxa Selic e CDI. O rendimento varia de acordo com o tempo e você só terá uma previsão de resultados até a data do resgate. Os ativos que possuem esse rendimento são:

- Tesouro Direto Selic

- CDB

- LCI

- LCA

- LC

Imagem ilustrativa da imagem O que você precisa saber para investir melhor pensando na aposentadoria Imagem ilustrativa da imagem O que você precisa saber para investir melhor pensando na aposentadoria
|  Foto: iStock
  

HÍBRIDA

Este tipo de rentabilidade possui uma parte fixa e outra variável. Neste tipo de investimento, geralmente os indexadores são atrelados a inflação e os rendimentos variam com o tempo. Este tipo de ativo é recomendado médio e longo prazo, como é o caso de conquistar a aposentadoria. Os ativos que possuem esse rendimento são:

- LCI

- LCA

- LC

- Tesouro Direto IPCA+

- CDB

- CRI

- CRA

Renda Variável

Diferente da renda fixa, em que você consegue saber a sua remuneração no momento da aplicação, a renda variável não há essa possibilidade. Como o próprio nome já diz, as aplicações em ativos de renda variável podem variar positivamente ou negativamente, tudo depende das expectativas do mercado. Os tipos de ativos da renda variável são ações, opções, BMF e Fundos Imobiliários.

AÇÕES

As ações são parcelas que compões o capital social de uma empresa. Ao adquiri-las você se torna parte do negócio. As ações são divididas em ordinárias (participação de voto e decisão) e preferenciais (recebe parte dos proventos da empresa). A vantagem de adquirir ações é o grande potencial de valorização ao longo do tempo, portando, são boas para quem deseja investir para se aposentar.

Imagem ilustrativa da imagem O que você precisa saber para investir melhor pensando na aposentadoria Imagem ilustrativa da imagem O que você precisa saber para investir melhor pensando na aposentadoria
|  Foto: iStock

OPÇÕES

As opções são contratos que te dão o direito sobre a compra e a venda de determinado ativo em uma determinada data a um determinado preço. Por exemplo, você fez uma call (compra) de dólar a R$5,20 com vencimento em fevereiro de 2022. Se você mantiver a compra até esta data, terá o direito de comprar dólar a este valor, independente se o valor subiu.

FUNDOS IMObiLIÁRIOS

Os Fundos Imobiliários (FII) são frações de investimentos em empreendimentos imobiliários como shoppings centers, galpões logísticos ou lajes corporativas. Há a possibilidade de também investir em títulos relacionados ao mercado imobiliário como LCI (crédito imobiliário) e LH (letras hipotecárias). Os FII’s são administrados por uma instituição financeira que fica responsável pela manutenção do fundo. Por exemplo, você comprou um fundo que administra 5 shoppings centers, o gestor do fundo vai ficar responsável pela manutenção, captação de aluguéis e a distribuição dos dividendos para o empreendedor, que no caso é você. Este tipo de investimento tem como objetivo quem deseja viver de renda.

PERFIL DE INVESTIDOR

Antes de começar a investir, é necessário traçar seu perfil para descobrir quais produtos são mais adequados aos seus planos. João Vitor Souto, assessor de investimentos na Bravus Investimentos, diz que é essencial analisar seu perfil antes de começar a investir. Para isso, as instituições financeiras utilizam o API (Análise do Perfil Investidor) para entender melhor o comportamento do cliente de acordo com cenários e o nível de entendimento sobre investimento.

“Normalmente, quem está começando a investir tende a ter um perfil conservador, então a recomendação para quem está começando a investir é ir devagar, começar a buscar mais informações de qualidade e aprender sobre investimentos. Conforme o investidor adquire conhecimento e entendendo o funcionamento do mercado possibilita buscar investimentos moderados e até arrojados”. O assessor da a dica para procurar um profissional que entende do mercado para te auxiliar com seus investimentos.

PRECISO MUITO PARA COMEÇAR?

Quando se fala de investimento e bolsa de valores, as pessoas acreditam que é necessário muito dinheiro para começar. O assessor de investimentos diz que através do Tesouro Direto é possível investir a partir de 30 reais.

COMO ABRIR CONTA EM UMA CORRETORA?

Para começar a investir é necessário abrir conta em uma corretora. As corretoras de valores atuam no sistema financeiro e intermediam a compra e venda de títulos financeiros aos clientes com a B3 (Brasil Bolsa Balcão). O procedimento de abertura é totalmente gratuito e online, basta ter em mãos um documento com o CPF, comprovante de residência e dados bancários. 

***

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.

*supervisão de Patricia Maria Alves/editora