Curitiba - Uma pesquisa da TripAdvisor apontou que os brasileiros planejam viajar mais em 2014, porém gastando menos. No ano passado, os viajantes brasileiros gastaram em média US$ 6.605 com viagens e este ano eles pretendem gastar US$ 6.482 ou 2% a menos. No entanto, a diminuição no orçamento não vai fazer os brasileiros ficarem em casa. Setenta e nove por cento deles planejam fazer viagens internacionais neste ano contra 59% no ano passado. Já 94% estão planejando fazer uma viagem doméstica, o que representa um aumento de 6% em relação ao ano anterior.
Apesar da redução do valor gasto com viagens, os brasileiros ainda estão entre os que mais gastará com turismo em 2014, sendo o nono no ranking mundial. São US$ 346 a mais do que a média global de US$ 6.136.
O levantamento mostrou ainda que o hábito de pesquisar para encontrar os melhores preços é comum entre os brasileiros. Noventa e dois por cento dos viajantes nacionais disseram que suas escolhas nas férias, como hospedagens e passagens, são determinadas por alguma oferta. A maioria (98%) dos brasileiros que participaram da pesquisa responderam que o preço é um fator de decisão importante no momento de reservar sua acomodação.
Mais da metade dos brasileiros (62%) disseram que as variações cambiais afetariam seus planos de viagem, percentual maior que a média mundial que é de 44%. No entanto, isso não faz com que essas pessoas desistam de viajar. Entre os brasileiros que responderam que a flutuação da moeda irá afetá-los, 52% vão fazer mais pesquisa para encontrar um preço melhor.
O engenheiro civil Sérgio Roberto Cavichiolo Franco é um dos brasileiros que já realizou viagens este ano e pretende programar novos passeios até dezembro. Ele passou quase um mês na Europa com a esposa e dois filhos e visitou países como Holanda, Alemanha e França. Optou por ir de navio e voltar de avião. Neste ano, já fez roteiros de poucos dias para o Litoral do Paraná, em outubro pretende ir para Bombinhas (SC) e, no Natal, planeja talvez uma viagem para termas de Santa Catarina.
Em 2013 ele fez um cruzeiro de navio para Itália, Espanha, Portugal e França de 24 dias. Também foi de navio e voltou de avião. "Neste ano, usei muito trem para locomoção na Europa", disse. Segundo ele, isso reduz o custo com a viagem. Franco disse que o euro valorizou este ano, mas como tinha muitas promoções na Europa, também ajudou a diminuir os gastos. "Compramos a passagem aérea e o cruzeiro de navio um ano antes, o que diminui muito o custo", destacou. Ele conta que passou a viajar mais há seis anos começando pelo Brasil.

Imagem ilustrativa da imagem Mesmo com orçamento menor, brasileiro vai viajar mais