ALGODÃO
Mercado mantém preços de referência para a semana variando entre R$ 8,20 e R$ 9,20/arroba em Assaí, Campo Mourão, Cornélio Procópio, Goioerê, Ivaiporã, Itambaracá, Maringá e Paranavaí.
ARROZ
Compras de arroz estavam quase suspensas ontem no Paraná. Algumas máquinas compraram ‘‘da mão para a boca’’, no Rio Grande do Sul (arroz ‘‘velho’’) ou Goiás (arroz recém-colhido). Veja preços no atacado, em casca, nas cotações do Deral e beneficiado na Bolsa.
CAFÉ
Nova York fechou em alta de 60 pontos ontem nos contratos de março (111,7 cents de dólar/libra-peso). Mercado paranaense, quase parado, pagou R$ 190,00/saca para cafés de bebida dura (até duas riadas), conforme a Bourbon Corretora de Café. Para cafés sem descrição de bebida, R$ 160,00/165,00/saca, conforme o Sincafé.
FEIJÃO
Em 30 dias o preço do feijão carioca - no Norte, Norte Pioneiro e Noroeste do Paraná - caiu quase 40%. O feijão preto, região Sul, recuou 22% e parou de cair com o anúncio, na semana passada, de que a Conab entraria no mercado comprando cerca de 60 mil toneladas do produto no Paraná demais Estados do Sul.
MILHO
Mercado fraco, sem oferta no Paraná. Preço inalterado, variando entre R$ 11,80 e 12,30 em Maringá; R$ 12,00 e R$ 12,70 em Cornélio Procópio, e entre 12,30 e R$ 13,00 em Ponta Grossa. Tendência é de alta em março.
SOJA
Preço ao produtor, ontem no Paraná, variou entre R$ 18,20 a R$ 18,40/saca, no Noroeste, e R$ 18,30/18,40 no Norte e no Oeste. Em Ponta Grossa, R$ 18,80/19,00. Mercado fraco.
BOI GORDO
Preço estável: entre R$ 39,00 e R$ 39,50, pagamento em 30 dias. Vaca gorda, R$ 35,00 a R$ 35,50. O mercado deve recupar a partir na segunda quinzena de janeiro, só reagindo após Quaresma.
BOI MAGRO
Aumenta o ágio em favor do cruzamento industrial no Brasil-Central. Preços de bezerros nelore desmamados, até 8 meses: R$ 230,00 a R$ 250,00. Bezerros desmamados, cruzamento industrial, até 8 meses: R$ 280,00 a R$ 320,00. Fonte: Geraldo Petreche, da Associação Brasileira dos Confinadores. Noroeste do Paraná, 8 a 10 meses: entre R$ 350,00 a R$ 360,00. Boi de 18 meses a 2 anos, pesando 12 a 13 arrobas, R$ 460,00. Fonte Deosdete F. de Siqueira, presidente da Sociedade Rural do Noroeste do Paraná.
TRIGO
Fim dos estoques de trigo nacional, moinhos se abastecem de trigo argentino, cujo preço final equivale ao trigo nacional. Posto Argentina, US$ 90 a US$ 96/tonelada, mais US$ 14 de frete marítimo; mais US$ 10 de desestiva; mais US$ 10/t de frete rodoviário até a indústria. Custo final, estimado, do trigo argentino: US$ 130,00/t. Veja preço por saca nos quadros abaixo.