|
  • Bitcoin 239.008
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Economia 5m de leitura Atualizado em 27/10/2021, 18:25

Londrina tem quarto mês seguido de saldo positivo no emprego

Apesar de o resultado ter sido menos expressivo que no mês anterior, setembro fechou com geração de 886 vagas

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de outubro de 2021

Mie Francine Chiba - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Embora o resultado tenha sido menos expressivo que no mês anterior, a cidade de Londrina fechou o quarto mês seguido de saldo positivo no emprego em setembro. Foram 886 vagas geradas, resultado de 7.331 admissões e 6.445 desligamentos. Em agosto, a cidade ficou com saldo de 1.721 vagas, o maior registrado desde o início do ano.

Imagem ilustrativa da imagem Londrina tem quarto mês seguido de saldo positivo no emprego
|  Foto: iStock
 

Na ocasião, o economista e coordenador do estudo, o professor Marcos Rambalducci, afirmou que o resultado do mês de agosto foi motivado principalmente pela reabertura de bares e restaurantes, casas de eventos, e agências de viagem. 

Comparada com outras cidades do Paraná, em setembro, Londrina ficou à frente de Cascavel (676), Foz do Iguaçu (719) e Ponta Grossa (121), mas atrás de Maringá (1.014) e Curitiba (2.911). 

As vagas foram puxadas pelos setores de serviços (428) e do comércio (303), seguidos da indústria (152) e da construção civil (8). A agropecuária foi o único setor que ficou com saldo negativo, de uma vaga.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (26) pelo NuPEA (Núcleo de Pesquisas Econômicas Aplicadas) da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal), campus Londrina, com base no banco de dados do do MTE (Ministério do Trabalho e do Emprego), na Rais (Relação Anual de Informações Sociais) e no Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego).

“Não repetimos o mesmo desempenho de agosto, que foi um mês muito positivo para o mercado de trabalho. Mas, mesmo assim, Londrina manteve um bom número de admissões, mostrando que o esforço do setor produtivo para superar a crise vem se mantendo constante”, comentou Marcia Manfrin, presidente da Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina).

O secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, destacou com o bom desempenho da cidade prevalece desde o início do ano. De janeiro a setembro, a cidade acumula 7.941 empregos com carteira assinada, resultado de 62.886 admissões e 54.945 desligamentos.

“Em 2021, foram oito meses de saldo positivo na cidade nos nove que já tiveram os dados apurados. São quase 8 mil de saldo positivo neste ano, e esse resultado, em um cenário desafiador como o da pandemia, tem de ser muito comemorado”, celebrou. Segundo ele, este também é o melhor resultado para o mês de setembro dos últimos 12 anos. 

RMLo

Londrina apresentou o maior saldo entre os cinco municípios da RMLo (Região Metropolitana de Londrina). Cambé teve o maior crescimento no número de vagas em setembro (1,36%). Apenas Ibiporã fechou o mês com saldo negativo (-30).

A RMLo também ficou com saldo positivo de 1.483 postos de trabalho. De janeiro a agosto, as cidades da região já acumulam uma evolução de 14.110 empregos com carteira assinada.

Dos cinco setores monitorados, Serviços (696 postos), Comércio (529) e Indústria (309) tiveram saldos positivos. Construção (-15) e Agropecuária (-126) encerraram o mês com mais demissões que contratações.

PARANÁ

O Paraná foi a sétima unidade federativa em geração de empregos no País no mês de setembro. O Estado fechou com 15.059 postos de trabalho, após 131.608 admissões e 116.549 desligamentos. Resultado foi puxado pelo setor de serviços, com a abertura de 7.102 vagas, praticamente a metade de tudo o que foi criado no mês passado (47%). Na sequência, destaque para o comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (4.633), indústria (3.336) e construção (434). “A retomada está ocorrendo em todos os setores, com destaque agora para serviços e comércio, bastante prejudicados durante toda a pandemia”, disse o governador Ratinho Junior.

Dos 399 municípios paranaenses, 284 tiveram números positivos na geração de empregos em setembro, 71% do total. Em 21 o número de contratações foi o mesmo que de demissões e, nos outros 94, o saldo foi negativo. No acumulado do ano, o resultado nos municípios é ainda melhor: 93% deles (374) abriram mais vagas do que fecharam.

BRASIL

O Brasil gerou 313.902 postos de trabalho em setembro, resultado de 1.780.161 admissões e de 1.466.259 desligamentos de empregos com carteira assinada. No acumulado de 2021, o saldo positivo é de 2.512.937 novos trabalhadores no mercado formal.(com Agência Brasil)

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM