Leilão da Sercomtel é adiado para 5 de fevereiro

Interessados têm até 30 de janeiro para apresentarem suas propostas

Nelson Bortolin - Grupo Folha
Nelson Bortolin - Grupo Folha

 O leilão da Sercomtel, inicialmente previsto para dia 13 de dezembro, foi remarcado para 5 de fevereiro. O edital da abertura das propostas deve ser publicado nesta terça-feira (19) pela Prefeitura, dona de 55% das ações da operadora. Os interessados na compra da empresa têm até dia 30 de janeiro para apresentar suas propostas no www.londrina.pr.gov.br  .

 

Dona de 55% das ações da telefônica, Prefeitura deve publicar edital de abertura das propostas nesta terça-feira
Dona de 55% das ações da telefônica, Prefeitura deve publicar edital de abertura das propostas nesta terça-feira | Marcos Zanutto/13-07-2018
 


O presidente da Sercomtel, Cláudio Tedeschi, negou que a abertura das propostas tenha sido adiada por falta de interessados. Segundo ele, o problema é que a burocracia para a formalização do interesse dos investidores é muito grande. “Estava muito em cima da hora”, disse.



 

Questionado se algum investidor já se manifestou no data room criado no site da Prefeitura, o presidente respondeu: “Esse ramo é muito complexo. Ninguém quer se mostrar. Então não dá para dizer se há muitos interessados ou nenhum.”

 

Dia 5 de dezembro, Tedeschi e representantes dos sócios da telefônica participam de um road show (apresentação da empresa para o mercado financeiro) na bolsa, a B3, em São Paulo. A Copel (Companhia Paranaense de Energia) é dona dos outros 45% de ações da Sercomtel.

 

A venda da Sercomtel foi autorizada pelo Legislativo municipal em junho deste ano. De acordo com a lei, a privatização poderá ser realizada por meio da alienação da participação societária, inclusive de controle acionário; ou ainda por meio de aumento de capital social, com renúncia ou cessão total ou parcial do direito de preferência, sob a forma de licitação, leilão em Bolsa de Valores ou em outros meios legalmente previstos. 

 

A telefônica passa por um processo de caducidade de sua concessão para explorar telefonia fixa aberto pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O órgão regulador entende que a Sercomtel não tem como se manter sustentável com os sócios atuais. Interessados têm até 30 de janeiro para apresentarem suas propostas

 

Segundo o último balanço da companhia, seus passivos de curto e longo prazos chegam próximos de R$ 220 milhões, valor equivalente à receita bruta do ano passado. Quase toda a dívida se refere a tributos e processos trabalhistas.

 


Continue lendo


Últimas notícias