Agência Estado
De São Paulo
O Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) enviou ontem à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e à Embratel carta questionando o reajuste de até 16,8% nas ligações internacionais e de 1,4% nas chamadas regionais. O aumento entrou em vigor ontem. O órgão alega que os usuários devem ser comunicados individualmente do reajuste (não por meio da imprensa, como ocorreu) e com antecedência.
No mês passado, o Idec conseguiu atrasar um reajuste médio de 7,98% programado pela Telefônica em São Paulo justamente pela falta de comunicação aos clientes. O aumento só entrou em vigor após todos eles oc clientes terem recebido cartas, quase um mês após a data inicialmente divulgada pela companhia.