Agência Estado-Dow Jones
e France Presse
De Berlim e Frankfurt
O grupo germano-americano DaimlerChrysler AG acertou a compra de 34% da Mitsubishi Motors Corporation (MMC), a quarta maior montadora do Japão, por 2,1 bilhões de euros (US$ 2 bilhões), ampliando a sua estratégia internacional. Com este acordo, a DaimlerChrysler torna-se a terceira maior fabricante mundial de automóveis, assumindo ao lado da Mitsubishi, uma fatia de 10,8% do mercado japonês e de 9,4% de outras partes da região do Pacífico Asiático. A DaimlerChrysler AG ocupará três dos dez postos do conselho da Mitsubishi Motor Corp., segundo informaram representantes das duas companhias durante uma entrevista conjunta, em Frankfurt, para explicar os detalhes do negócio.
A DaimlerChrysler, que vai se converter em acionista majoritária da Mitsubishi ao assumir 34% da participação da empresa, estará representada por dois membros executivos e por um membro não-executivo no conselho da companhia japonesa. Entre os 10 membros do conselho, cinco representarão a Mitsubishi e os outros dois serão representantes dos acionistas independentes. O presidente da Mitsubishi, Katsuhiko Kawasoe, afirmou que os postos de presidente e executivo-chefe da Mitsubishi não serão ocupados por pessoas ligadas à DaimlerChrysler.
Kawasoe reforçou a intenção da Mitsubishi de comprar a divisão Nedcar da Volvo AB da Ford Motor Co. e, posteriormente, transferir a participação para a DaimlerChrysler. A Nedcar é uma aliança entre a Mitsubishi e a Volvo. Apesar disso, o valor de 2,1 bilhões de euros não inclui o pagamento pela NedCar, segundo o presidente da DaimlerChrysler, Juergen Schrempp.
Quarto construtor japonês, a MMC se encontra mergulhada em dívidas que totalizam US$ 13,8 bilhões, e calcula que suas perdas consolidadas no exercício anual que conclui este mês chegarão a US$ 147,8 bilhões.
‘‘Mitsubishi é o sócio ideal para reforçar a posição da DaimlerChrysler em toda a Ásia’’, declarou Schrempp, em comunicado. Em 1999, a DaimlerChrysler conseguiu na Ásia menos de 4% de seus US$ 150 bilhões em faturamento. No Japão, ambos os grupos dispõem agora de uma parte do mercado de 10,8%.
A Mitsubishi também é o primeiro construtor da Asean com 26% do mercado, indicaram os grupos. Com esta compra, a DaimlerChrysler encontrou por fim um sócio para reforçar sua presença no mercado de carros pequenos, em particular para lançar um Smart – seu minicarro de cidade – de quatro lugares, assinalam analistas. A compra de Mitsubishi permitirá ‘‘um crescimento da DaimlerChrysler no segmento dos pequenos turismos a nível mundial, inclusive a marca Smart’’, declarou Schrempp.