Gralha Azul anuncia nova fase de crescimento Carmem Murara De Curitiba Com um aporte de capital de R$ 20 milhões, a Seguradora Gralha Azul está anunciando uma nova fase em seu processo de administração, que tem como base um crescimento de 10% até o final deste ano. A intenção é ampliar a carteira de clientes interessados em seguros pessoais, como os seguros de vida, acidentes pessoais e previdência. A reestruturação da seguradora faz parte da estratégia de enfrentar a concorrência. O seguro de vida pessoal ainda tem muito mercado para crescer, avaliaram ontem os diretores da Gralha Azul, Ronaldo Lobo Gonçalves e Eduardo Grillo. ‘‘É um nicho menos explorado e tem um retorno maior para a seguradora’’, afirmou Gonçalves. Hoje, o mercado de seguros movimenta no País o equivalente a 2% do Produto Interno Bruto nacional. O volume é muito inferior a países desenvolvidos que chegam a ter uma participação de 8% do PIB. Mas o mercado nacional apresenta crescimento a cada ano. Há 10 anos, os seguros representavam 1% do PIB. A grande parte dos seguros ainda é para veículos. No caso da Gralha Azul, a carteira representa 42%. O seguro de vida aparece em segundo lugar com 20% e, em seguida o de saúde com 14%. Os demais ramos complementam a porcentagem. A Gralha Azul tem participação acionária da Asban S.A Participação, empresa do Banestado, com 80%, e da Sul América com 20%. Dentro do processo de reestruturação, a empresa diminuiu uma diretoria e remodelou seu processo de aquisição de novos clientes.