Fundo de Garantia
deverá financiar
só a baixa renda
O presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Anésio Abdalla, colaborador do governo na criação das novas regras do crédito imobiliário, disse ontem que os recursos do FGTS e do Tesouro Nacional deverão financiar os imóveis para a população de baixa renda. Para a classe média serão utilizados os saldos da caderneta de poupança e das letras hipotecárias.
Outra mudança em estudo: o adquirente de imóvel na planta, que faz a transação diretamente com a construtora, deverá ter maior proteção. O governo está estudando uma forma de acabar com a total desregulamentação do setor, que faz com que o mutuário da construtora só saiba que está adquirindo um problema quando a obra não é concluída. O agente financeiro atuaria como intermediário.