Após mais de um ano de negociações com o município, já opera em Assis Chateaubriand (72 quilômetros ao norte de Cascavel) uma fábrica de peças e acessórios para motocicletas – a Bettany –, que, com apenas 20% de sua capacidade, já está gerando 110 dos 213 empregos previsto. Segundo o diretor da empresa, Isaias de Freitas Santos, possivelmente em 60 dias toda a mão-de-obra necessária estará contratada.
A indústria, que originalmente havia sido constituída em Altônia (Noroeste do Estado) produzirá 700 diferentes peças, inclusive o kit-conversor (para eletrônicos), resina, fios de cobre, guidões e protetores de motor, a serem vendidas para revendedores de vários estados. Quando estiver operando em plena capacidade, a fábrica poderá atender 20% do mercado nacional.
O período é de adaptação do pessoal, ajustes técnicos e reforço da rede de energia para funcionamento de motores. Entre as linhas de produção, as que mais empregarão serão a de elástico e pintura, para as quais são necessários sessenta trabalhadores. Inicialmente, a indústria está operando em um turno, mas a proposta é trabalhar em três turnos. Em média, cada funcionário receberá salário de R$ 200,00, porque a maior parte da mão-de-obra não é de alta especialização.
A opção por Assis Chateaubriand foi motivada, entre outros fatores, pelo apoio oferecido pela prefeitura. Segundo o prefeito Vítor Pestana (PPB), com respaldo da Câmara de Vereadores foram cedidos terreno e barracões com 7,2 mil metros quadrados, que faziam parte do Parque de Exposições, e por cinco anos a indústria receberá incentivos fiscais.