Empresário da indústria precisa ter visão de futuro


Mie Francine ChibaReportagem Local
Mie Francine ChibaReportagem Local
O empresário italiano Maurizio Vaponi faz palestra nesta quinta-feira em Londrina sobre a Indústria 4.0 na Europa:"Incentivo fiscal é importante, mas não deve ser só isso"
O empresário italiano Maurizio Vaponi faz palestra nesta quinta-feira em Londrina sobre a Indústria 4.0 na Europa:"Incentivo fiscal é importante, mas não deve ser só isso" | Gustavo Carneiro


A indústria e os negócios diretamente relacionados a ela representam cerca de 50% do PIB (Produto Interno Bruto) da Itália. Tamanha é a importância do setor para o país que o governo italiano oferece benefício fiscal a empresas que desejam comprar máquinas modernas, relacionadas ao conceito de Indústria 4.0. Esses equipamentos possuem uma certificação e somente industrias que compram produtos certificados têm direito ao benefício.

O incentivo foi uma maneira encontrada pelo governo italiano de estimular a economia depois da crise na Europa, afirma Maurizio Vaponi, empresário italiano que palestra nesta quinta-feira (14), em Londrina, em evento promovido pela Associação I Bravissimi de Cultura Italiana de Londrina em parceria com Codel e o Senai Londrina. Vaponi é especialista em projeto e desenvolvimento de máquinas para indústrias alimentícias. Sua empresa tem clientes inclusive no Brasil, país que visita regularmente a negócios e para workshops e feiras.

Mas tanto brasileiros quanto pequenos industriais da Itália ainda sentem dificuldade em enxergar as vantagens trazidas pela Indústria 4.0. O maquinário da Indústria 4.0 tem em seu interior softwares que apresentam dados de operação do equipamento e o tornam conectado. Dessa forma, é possível, por exemplo, ter acesso aos equipamentos à distância e, com os dados em mãos, verificar a necessidade de manutenção preventiva e promover mudanças a fim de otimizar a produção e a atividade da indústria como um todo.

Vaponi lembra que, só de analisar os dados extraídos dos equipamentos de um cliente, pôde detectar pontos que poderiam ser trabalhados no processo fabril para que a produção crescesse 30%. Por isso, mais que oferecer benefícios fiscais a empresários para a compra de máquinas conectadas, o especialista opina que os industriais devem ter uma visão de futuro. "Incentivo fiscal é importante, ms não deve ser só isso. O empresário tem que olhar para a frente." A mão de obra também precisa se atualizar. Para isso, a educação deve ser modernizada e as indústrias precisam abrir as portas para os estudantes interessados em trabalhar no setor industrial. Assim, eles poderão ver com mais clareza que caminho seguir na Indústria 4.0.

Durante a palestra "A indústria 4.0 na Europa", Vaponi abordará a origem da indústria 4.0 na Europa e os incentivos governamentais para adesão de indústrias e empresas. O empresário também trará exemplos dos efeitos da indústria 4.0 no mercado de trabalho europeu, as competências digitais necessárias para atuação em tais indústrias e/ou empresas e o desempenho da indústria 4.0 no setor alimentício. A palestra será proferida em língua italiana, com tradução simultânea da professora mestre Vanessa Araujo. O evento será às 19h30 na Unidade do Senai Londrina (R. Belém, 844) e é aberto ao público. Mais informações pelo e-mail ibravissimilondrina @ gmail.com, site www.ibravissimilondrina.org ou WhatsApp (43) 99959-5959.


Continue lendo


Últimas notícias