|
  • Bitcoin 143.015
  • Dólar 4,8598
  • Euro 5,1324
Londrina

Economia

Atualizado em 10/10/2017, 18:11

Empresa do PR avança em desenvolvimento de negócios

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 26 de setembro de 2017

Mie Francine Chiba<br>Reportagem Local
AUTOR autor do artigo

menu flutuante
Jeison Bastiani, diretor executivo da Forlogic: empresa investe em gestão da qualidade Jeison Bastiani, diretor executivo da Forlogic: empresa investe em gestão da qualidade
Jeison Bastiani, diretor executivo da Forlogic: empresa investe em gestão da qualidade |  Foto: Divulgação



Uma empresa de Cornélio Procópio foi uma das 20 selecionadas para participar de um programa voltado às scale ups – que já apresentam alto crescimento e estão no momento certo de expansão – do setor de Indústria da Transformação ou que tenham soluções para o setor de Indústrias. Cerca de 120 empresas participaram do processo de seleção. Agora, a Forlogic, que possui uma solução para o setor industrial, terá seis meses de apoio da Endeavor, com mentorias e oportunidade de conexão com outras empresas da rede. A Endeavor é uma organização sem fins lucrativos mantida por empresas brasileiras com o objetivo de potencializar negócios.

A Forlogic apresentou à Endeavor um software direcionado ao processo de gestão da qualidade nas indústrias. Jeison Arenhardt de Bastiani, diretor executivo, explica que o diferencial da solução está na "comunidade" que está atrelada a ela, provendo artigos, podcasts e respostas a dúvidas dos clientes sobre a gestão da qualidade. Segundo Bastiani, o "maior blog sobre gestão da qualidade" é da Forlogic, com mais de 145 mil acessos ao mês. "Estamos criando uma comunidade da qualidade." A solução já tem 320 clientes de todo o País e o que a empresa busca, com o programa da Endeavor, é principalmente o networking com as empresas que fazem parte da rede da organização. Há anos a Forlogic não tem crescimento abaixo dos 30%, diz Bastiani. No ano passado, a empresa cresceu 35% e a projeção para este ano é chegar aos 40%.

"A Forlogic se enquadrou muito no perfil que a Endeavor estava procurando, que são empresas que trazem soluções para os problemas do setor industrial, já passaram pela fase de startup e vêm crescendo ano a ano. Com potencial de crescimento tanto histórico como futuro", comenta Moacir Vieira dos Santos, fundador do Grupo Value, de Londrina, que é mentor da Endeavor e foi convidado a atuar como parceiro prospectando empresas para o programa.

Setor de agro
A Endeavor já abriu outro processo de seleção, desta vez para o Scale-Up Agrotech, programa semelhante ao de Indústrias, mas voltado a negócios do setor de agro. As inscrições vão até o dia 4 de outubro. Nesse setor, a organização busca empresas com aplicações nas seguintes áreas: plataformas de gestão de fazenda, agricultura de precisão, plataformas de inteligência e análise de dados, marketplaces e plataformas de negociação, biotecnologia, agricultura vertical, mecanização e sensoriamento de campo e soluções para a cadeia logística, afirmou Santos. Como uma região forte no setor do agronegócio, o mentor diz esperar ter boas indicações para fazer nessa seleção.

Hotmilk
A Hotmilk Londrina, aceleradora da PUC-PR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná), já selecionou as equipes do seu primeiro edital, lançado em julho deste ano. De 20 ideias apresentadas, nove foram selecionadas para serem pré-aceleradas no período de cinco finais de semana. Uma é de Jacarezinho, outra de Maringá e as demais de Londrina (confira a lista dos aprovados no site FOLHA).

Durante o período de pré-aceleração, as equipes passarão por um processo de imersão em que conhecerão ferramentas úteis para gerar um protótipo viável da sua ideia para o mercado, ou para amadurecê-lo, caso já exista. Após esse período, as equipes podem ser selecionadas para se hospedarem na Hotmilk para o processo de aceleração propriamente dito.

"Grande parte (das equipes) tem potencial para receber investimentos", afirmou Moacir dos Santos, sócio administrador de um grupo de investidores anjo em Londrina, o Smart Value. Cristiano Teodoro Russo, coordenador da Hotmilk Londrina, destaca que o diferencial do programa é a participação do Smart Value no processo de pré-aceleração, com orientações para que o negócio se torne atrativo para investimentos. "A expectativa é que pelo menos dois ou quatro projetos despertem o interesse de investidores ao final."