A partir de agora, os empresários ou os interessados em abrir um negócio terão mais verba e mais prazo para o pagamento do financiamento feito por meio do Programa Microcrédito Banco Social. A Agência de Fomento do Estado do Paraná (Fomento Paraná) ampliou em 50% os limites e prazos em todas as faixas de concessão de crédito do programa. Com isso, o valor máximo do microcrédito passou a ser de R$ 15 mil e o prazo para pagamento aumentou para até 36 meses.
De acordo com a diretora de operações da Fomento Paraná, Cristina Stephanes, o reajuste foi necessário para atualizar o valor, tendo em vista que o limite anterior, de R$ 10 mil, estava fixado desde 2007. Desde então, a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-Fipe) variou 23,4% e o Custo Unitário Básico (CUB), usado no setor da construção civil, cresceu 42,8%. ''Os próprios agentes de crédito já vinham solicitando esse aumento'', revela. Além disso, o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado, do Governo Federal, já prevê financiamentos de até R$ 15 mil.
Com taxa de juros de 0,95% ao mês, o programa beneficia três perfis de empreendedores com crédito para capital de giro e investimento fixo ou misto. Os enquadrados na Faixa A, que tem limite máximo de R$ 3 mil, são aqueles que pretendem começar uma atividade e precisam de apoio nessa etapa inicial. Já os empresários que atuam há no mínimo seis meses na atividade, mesmo informalmente, e pretendem consolidar a empresa, terão acesso a um financiamento de até R$ 7,5 mil na Faixa B. Por fim, a Faixa C engloba os microempresários que planejam expandir as atividades e para isso, contam com limite de R$ 15 mil. ''O microcrédito da Fomento Paraná é destinado exclusivamente para geração de emprego e renda'', ressalta Cristina.
O microcrédito é ofertado para investidores, tanto formais quanto informais, pessoa física ou jurídica, que tenham faturamento anual de até R$ 360 mil. Cristina explica que não é cobrada taxa de administração ou de abertura de crédito nem é necessária a abertura de uma conta em banco. Os interessados devem entrar em contato com um agente de crédito para elaboração do projeto solicitando o crédito.
Os agentes de crédito do Programa de Microcrédito Banco Social atuam nas agências do trabalhador. Criado em 2001, o programa é desenvolvido em parceria entre a Fomento Paraná, a Secretaria de Estado do Trabalho e o Sebrae, que promove o treinamento dos agentes. Dados da Agência de Fomento mostram que, em 10 anos, foram liberados mais de R$ 132 milhões, que atenderam 35 mil empreendimentos, responsáveis por 227 mil empregos.

Imagem ilustrativa da imagem Empreendedor ganha mais recurso para financiar negócio