MERCADO FINANCEIRO Dólar cai e atinge valor de junho de 99 Agência Folha De São Paulo A cotação do dólar comercial ficou hoje em R$ 1,759. Esse foi o menor valor atingido pela moeda desde o final de junho do ano passado. O câmbio valorizou-se sucessivamente nos últimos três dias. Ontem, o dólar registrou baixa de 0,22%. Segundo alguns operadores, o superávit da balança comercial em fevereiro, de US$ 78 milhões, e o baixo volume de negócios contribuíram para a queda nos últimos dias. Um analista também apontou um volume maior de operações de venda por parte dos bancos como um dos motivos da baixa. As instituições teriam vendido dólares para aproveitar o feriado de Carnaval e obter ganhos com o prazo de entrega da moeda. Segundo o operador, os bancos só precisam entregá-la na quarta e ganham quatro dias para aplicar o dinheiro no mercado externo. Para José Roberto Leme, da Safic, a tendência é que o mercado de câmbio siga estável nos próximos dias. ‘‘Não há nada no cenário que possa indicar grandes alterações’’. A Bovespa fechou em alta de 0,34%, chegando a 18.015 pontos. O volume de negócios, que foi fraco pela manhã, subiu no final da tarde e o giro da Bolsa foi de R$ 912,02 milhões. Não apenas o volume negociado surpreendeu novamente como também as altas e baixas do dia. O pregão abriu em alta e chegou a subir 1,12% até despencar quando os pregões de Nova Yorqueabriram em baixa. A partir daí, os negócios seguiram o Dow Jones. Investidores brasileiros parecem incertos quanto ao melhor indicador de ânimos nos EUA. Há três meses o Ibovespa vem seguindo de perto os negócios na Bolsa eletrônica Nasdaq. Hoje, no entanto, quem empurrou os negócios no Brasil foi o Dow Jones, que fechou em alta de 0,27%.