Consórcio Way-306 vence leilão da rodovia MS-306


Agência Estado
Agência Estado

O Consórcio Way-306 saiu vencedor do leilão da rodovia MS-306, nesta quinta-feira, 5, na B3, com lance de R$ 605,3 milhões para administrar os quase 220 quilômetros da rodovia durante os próximos 30 anos. O projeto tem investimentos previstos em R$ 932 milhões em obras de infraestrutura na rodovia ao longo do período de concessão.

O consórcio é formado pelas empresas GLP Engenharia, Comércio Bandeirantes, TCL, Senpar e TORC.

O leilão contou também com outra proposta, de R$ 100 milhões, do consórcio Via Brasil MS-306.

"A MS-306 é rota para o escoamento da produção de grãos de uma região importante para o agronegócio brasileiro em direção aos portos do Sudeste", disse o diretor de Investimentos em Infraestrutura da GLP Brasil, Danillo Marcondes.



A concessão da MS-306 marca a entrada da GLP, gestora global de investimentos especializados em logística, na área de investimentos em infraestrutura no Brasil. Esse é o primeiro investimento no segmento de rodovias feito pela empresa.

De acordo com Marcondes, no primeiro ano serão feitas obras iniciais de recuperação geral da estrutura da rodovia, sinalização e serviços de atendimento. "Até 12 meses é o prazo que a gente tem para construção das praças de pedágio para a cobrança", afirmou.

O valor do pedágio será de R$ 8,72.

Outras rodovias

O vice-governador do Mato Grosso do Sul, Murilo Zauith (DEM), afirmou que o governo estuda a concessão de outras nove rodovias à iniciativa privada, além da MS-306. "Temos outras nove rodovias em estudo, que vamos desenvolver esse projeto. Nos próximos anos, para todas as rodovias que derem movimentação e condições, vamos fazer esse trabalho. Penso que estamos no caminho certo de fazer essas parcerias", afirmou após o resultado do leilão.

O modelo de concessão - se vão ser vendidas em lotes ou individuais - ainda estaria em estudo, segundo Zauith.

PPP em saneamento

O governo do Mato Grosso do Sul pretende lançar, até o início do ano que vem, consulta pública para uma Parceria Público-Privada (PPP) de saneamento que vai abranger 68 municípios do Estado que são atendidos hoje pala Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul (Sanesul).

"A gente está na fase de finalização da modelagem final. Próximo passo é abertura da consulta pública", disse a coordenadora jurídica do escritório de planejamento dos projetos de PPP do Mato Grosso do Sul, Gabriela Rodrigues.

Questionada sobre prazos, afirmou: "Final deste ano para início do próximo, lançaremos consulta pública para o financiamento".


Continue lendo


Últimas notícias