Boi gordo - O valor à vista do indicador do boi gordo Esalq/BM&F fechou ontem a R$ 56,94/arroba, baixa de 0,14% no dia. A prazo, a cotação ficou em R$ 58,17/arroba, queda de 0,15%.
Boi Paraná - No Paraná os pecuaristas estão conseguindo manter os preços entre R$ 55,00 e R$ 56,00. Em Maringá, a melhor praça de comercialização para os produtores, o preço máximo foi mantido em R$ 57,00, vinte dias de prazo e para descontar Funrural.
Café/SP - O valor à vista em reais do indicador do café Esalq/BM&F ficou em R$ 191,95 para a saca de 60 kg, baixa de 0,67% no dia. Em dólar, o valor ficou em US$ 53,15/saca, queda de 1,19%. A prazo, a cotação ficou em R$ 193,51/saca, queda de 0,67%. Os valores foram divulgados há pouco pela BM&F. (Equipe AE)
Café/Paraná - No mercado físico do Paraná houve poucos negócios a preços que variaram entre R$ 165,00 e R$ 175,00. Houve pouca procura e as ofertas também foram insignificantes. No início do mês o mesmo tipo - tipo 6, bebida dura - chegou a R$ 195,00/saca.
Milho/indicador - O indicador de milho, calculado pela FGV/BM&F, ficou ontem em R$ 23,74/saca de 60 kg, alta de 0,34% no dia. O valor a prazo ficou em R$ 23,86/saca, ganho de 0,34%.
Milho/Paraná - Os preços recebidos pelos produtores no Estado do Paraná estão bem abaixo desses valores. Variaram entre R$ 20,50 e R$ 21,00, em Toledo e entre R$ 21,00 e R$ 22,00, em Apucarana.
Soja - Bolsa de Chicago fechou em baixa e o mercado interno esteve muito apático ontem. Poucos negócios foram realizados na faixa de R$ 41,50 a R$ 43,00 - em Cascavel, Maringá e Ponta Grossa - com indicações de R$ 44,50 no Porto de Paranaguá.