|
  • Bitcoin 121.047
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3334
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 09/03/2022, 06:31

CCR assume gestão do Aeroporto de Londrina nesta quarta

Concessionária deverá investir R$ 273 milhões em melhorias nos próximos 30 anos; investimentos serão divididos em duas fases

PUBLICAÇÃO
terça-feira, 08 de março de 2022

Celso Felizardo - Editor
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A CCR assume nesta quarta-feira (9) a administração do Aeroporto Governador José Richa, em Londrina.

Imagem ilustrativa da imagem CCR assume gestão do Aeroporto de Londrina nesta quarta Imagem ilustrativa da imagem CCR assume gestão do Aeroporto de Londrina nesta quarta
|  Foto: Gustavo Carneiro - Grupo Folha
  

A concessionária foi a vencedora do leilão do Bloco Sul, que também inclui os terminais de Curitiba, Foz do Iguaçu, Bacacheri, Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS). O período de concessão é de 30 anos e a previsão de investimento em todos os terminais é de R$ 2,85 bilhões. 

Deste total, R$ 273 milhões serão destinados a melhorias no Aeroporto de Londrina. De acordo com a concessão, o investimento em Londrina se divide em duas fases. 

A primeira deve ser realizada de 2024 a 2035 e inclui a maior parte das obras previstas, como ampliação e melhorias na pista de pouso e decolagem, a construção de um novo terminal de passageiros e reforma no terminal já existente, além de construção e adequação das pistas de taxiamento. 

A segunda etapa acontece entre 2036 e 2051 e prevê a ampliação do terminal de passageiros e dos pátios e pistas de taxiamento. A promessa é que Londrina será beneficiada a médio e longo prazos, em razão do aumento de voos e rotas para outros destinos, favorecendo a industrialização e o crescimento populacional do município e de toda a região. 

Até o momento, a CCR não concedeu entrevistas sobre o plano de trabalho e as mudanças previstas no terminal. 

Nesta quarta-feira, a concessionária deve se manifestar por meio de nota através da assessoria de imprensa. Como o aeroporto é peça-chave para o desenvolvimento regional, as expectativas são grandes em toda a comunidade.

Soma-se a isso o investimento que o município de Londrina fez para a desapropriação de terrenos no entorno do aeroporto. Como contrapartida do governo federal, era esperada a ampliação da pista, além de outros investimentos para tornar mais robusta a infraestrutura aeroportuária. 

Alguns pontos acordados previamente com o governo federal, no entanto, não foram detalhados no plano de concessão. As melhorias são discutidas por lideranças regionais por meio, principalmente, da Comissão de Infraestrutura do Norte do Paraná. 

Com o fim do período de transição e com a concessionária assumindo efetivamente o terminal, a tendência é que a comunidade tome ciência dos próximos passos em relação ao que esperar do Aeroporto de Londrina.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.