|
  • Bitcoin 118.190
  • Dólar 5,2124
  • Euro 5,3417
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 25/07/2022, 13:19

Caminhoneiros receberão R$ 2 mil de auxílio no dia 9 de agosto

A estimativa da ANTT é de que mais de 870 mil profissionais cadastrados sejam beneficiados com o programa, que prevê o repasse em 6 parcelas

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 25 de julho de 2022

Felipe Nunes - Folhapress
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

São José do Rio Preto - As duas primeiras parcelas do Auxílio Caminhoneiro serão pagas no dia 9 de agosto, informou nesta segunda-feira (25) o Ministério do Trabalho e Previdência. Os R$ 2.000 depositados serão referentes aos benefícios dos meses de julho e agosto.

Imagem ilustrativa da imagem Caminhoneiros receberão R$ 2 mil de auxílio no dia 9 de agosto Imagem ilustrativa da imagem Caminhoneiros receberão R$ 2 mil de auxílio no dia 9 de agosto
|  Foto: Danilo Verpa/Folhapress
 

A estimativa da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), órgão responsável pelo registro dos profissionais, é de que mais de 870 mil profissionais cadastrados sejam beneficiados com o programa, que prevê o repasse de seis parcelas até dezembro deste ano.

Para os taxistas, o Ministério do Trabalho e Previdência projeta que o valor do benefício também seja de parcelas mensais de R$ 1.000, mas diz que os pagamentos podem cair de acordo com o número de habilitados.

O Ministério da Cidadania chegou a divulgar que o benefício emergencial, batizado pelo governo de BEm Taxista, seria de R$ 200 mensais, mas a pasta do Trabalho e Previdência contesta o valor.

Para viabilizar o pagamento do auxílio aos caminhoneiros, o Ministério do Trabalho e Previdência solicitou informações à ANTT. Segundo o governo, os dados de cadastro dos motoristas já estão em processamento pela Dataprev ( Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência).

O governo ainda não liberou a consulta para o profissional saber se tem direito ou não ao benefício.

O auxílio para os caminhoneiros foi liberado após aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que autoriza o gasto acima do teto às vésperas das eleições. No total, o pacote aprovado tem o custo previsto em R$ 41,25 bilhões.

Além dos caminhoneiros, a medida também beneficia taxistas e amplia o Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 até o fim do ano e a duplicação do Auxílio Gás para cerca de R$ 120.

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, terão direito a receber o benefício os transportadores autônomos de carga cadastrados na ANTT até o dia 31 de maio. Segundo a agência, até este período estavam cadastrados 872.320 profissionais.

CADASTRAMENTO DE TAXISTAS COMEÇA NESTA SEGUNDA-FEIRA

O Ministério do Trabalho e Previdência começa a receber, nesta segunda-feira (25), os dados dos taxistas que poderão receber o Auxílio Taxista. A previsão é de que os profissionais recebam o valor de R$ 2.000 —referente às duas primeiras parcelas— no dia 16 de agosto. O envio dos cadastros é responsabilidade dos municípios.

Nesta primeira etapa, o cadastro deve ser feito pelos entes municipais e distrital até o dia 31 de julho, no portal do Ministério do Trabalho.

Para as prefeituras que não conseguirem atender o primeiro prazo, será concedida nova oportunidade ainda no mês de agosto. O sistema estará aberto novamente no período de 5 a 15 de agosto.

A previsão é pagar até seis parcelas de R$ 1 mil cada. Assim como no caso do Auxílio Caminhoneiro, o primeiro pagamento será em 16 de agosto e deverá contemplar duas parcelas, referentes aos meses de julho e agosto. Já o pagamento dos taxistas incluídos na segunda etapa está previsto para o dia 30 de agosto.

Terão direito ao benefício os motoristas de táxi titulares das permissões ou concessões (alvarás) em vigor no dia 31 de maio de 2022 e que tenham CNH (Carteira Nacional de Habilitação) válida.

Receba nossas notícias direto no seu celular! Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.