|
  • Bitcoin 240.084
  • Dólar 5,5349
  • Euro 6,3186
Londrina

Economia 5m de leitura Atualizado em 17/11/2021, 06:40

Cai número de londrinenses que conseguem sair da inadimplência

Apesar do recuo de 2% nas inscrições do cadastro de devedores, o total de pessoas que conseguiram tirar o nome da lista do SPC caiu 28% em outubro

PUBLICAÇÃO
quarta-feira, 17 de novembro de 2021

Simoni Saris - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

Diminuiu em 28% o número de consumidores que conseguiram retirar seus nomes do cadastro de devedores do SPC/Acil (Sistema de Proteção ao Crédito da Associação Comercial e Industrial de Londrina). Os dados são referentes ao último mês de outubro e têm como base de comparação o mesmo mês de 2020.  

Imagem ilustrativa da imagem Cai número de londrinenses que conseguem sair da inadimplência
|  Foto: iStock
 

Os quase 30% a mais de londrinenses com dificuldade para limpar seus nomes podem ser explicados pela elevação do número de consumidores que fizeram compras a prazo neste ano, superando as vendas por essa modalidade efetuadas em 2020, avalia o economista e consultor da Acil, Marcos Rambalducci.  Ainda assim, o indicador é visto com otimismo porque, quando comparados os dados até outubro de cada ano, em 2021 houve saldo positivo de 4%. 

"Como a recuperação no varejo foi muito significativa, é natural que o número dos que não conseguem pagar em dia tende a subir", disse Rambalducci. A abertura de novos postos de trabalho, pontuou ele, também tem reflexos nos dados do levantamento. 

Os resultados do indicador do SPC/Acil foram divulgados nesta terça-feira (16) e o economista destacou que no mês passado houve redução de 2% na quantidade de consumidores que não conseguiram quitar dívidas e tiveram o nome incluído no cadastro de inadimplentes. Rambalducci lembrou que os números têm apresentado seguidas reduções, mas ainda assim, na análise dos dez meses do ano, este percentual ultrapassa em 14% o resultado registrado em outubro de 2020.  

A expectativa do economista é que com o pagamento do 13º salário aos trabalhadores formais, ao longo de novembro e dezembro a tendência é ocorrer uma redução significativa no percentual de devedores inscritos na lista de restrição de crédito no município. “Teremos os resultados na entrada da primeira parcela do 13º, no final deste mês.” 

As empresas podem optar por pagar o 13º em duas parcelas, com o vencimento da primeira parcela até o dia 30 de novembro e a segunda, até 20 de dezembro, ou pagar o valor integral da gratificação até 20 de dezembro.  

instagram

ÚLTIMOS POSTS NO INSTAGRAM