Cachaças de Morretes são premiadas em concurso mundial


Andréa BertoldiReportagem Local

Três produtores de cachaça de Morretes, no litoral paranaense, apoiados pelo Sebrae/PR, foram destaque no Concurso Mundial de Bruxelas - Spirits Selection, realizado em Florianópolis (SC), entre 6 e 8 de junho. O concurso de bebidas alcoólicas aconteceu pela primeira vez na América Latina e rendeu várias medalhas ao Brasil, principalmente para pequenas destilarias.
As marcas Porto Morretes, Casa Poletto e Boa Brasil, administradas pelos produtores Fulgêncio Torres, Sadi Poletto, e Sergio Pignanelli, respectivamente, conquistaram sete medalhas ao todo, em diversas categorias de premiação a cachaças. Só a Porto Morretes, da Agroecológica Marumbi, levou cinco medalhas, dentre elas uma na categoria Grande Medalha de Ouro, prêmio que já havia recebido na edição 2012 do concurso. A Casa Poletto foi premiada na categoria Ouro e a Boa Brasil na categoria Prata.
O produtor Fulgêncio Torres atua há dez anos na área e fabrica 70 mil litros por safra. Segundo ele, 60% da produção vai para os Estados Unidos, que consome o produto em coquetéis. "Foi uma surpresa muito grande recebermos a premiação. Sempre investimos em pesquisa e inovação", comentou.
Por cerca de um ano, Torres testou o uso de barris feitos com madeiras brasileiras para armazenar a bebida. No próximo sábado, ele receberá um grupo de bartenders dos Estados Unidos para conhecer, em dez dias, sua produção.
O Brasil foi representado no concurso por 203 cachaças. Ao todo, 720 amostras, entre uísques, tequilas, conhaques, grapas, piscos, cachaças, entre outros destilados, foram avaliados por 47 jurados brasileiros e estrangeiros.


Continue lendo


Últimas notícias