|
  • Bitcoin 121.481
  • Dólar 5,0538
  • Euro 5,2302
Londrina

Economia

m de leitura Atualizado em 18/07/2022, 00:29

Brasília Distribuidora vai inaugurar duas lojas da Vivo em Londrina

Estabelecimentos devem ser instalados na Gleba Palhano e no Centro da cidade e prazo para que entrem em funcionamento é entre 45 e 60 dias

PUBLICAÇÃO
segunda-feira, 18 de julho de 2022

Vítor Ogawa - Grupo Folha
AUTOR autor do artigo

menu flutuante

A Brasília Distribuidora, do Grupo Móveis Brasília, deve inaugurar mais duas lojas da Vivo em Londrina, uma no edifício Atsushi Yoshii Tower, na avenida Madre Leonia Milito (Gleba Palhano), zona oeste da cidade, e outra na rua Sergipe, no Centro. O prazo para que essas lojas entrem em funcionamento deve ocorrer entre 45 e 60 dias.

“Nós temos 19 lojas de móveis e eletrodomésticos no Paraná e em Santa Catarina, temos uma distribuidora de celulares que atendemos quase 3 mil clientes no Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul; e temos essa parceria com a Vivo há uns 10 anos com a qual hoje temos 94 lojas nos estados de Santa Catarina e do Paraná. Além disso temos nosso e-commerce que atende todo o Brasil”, afirmou Fernando Moraes, diretor comercial do grupo Móveis Brasília. Ele ressaltou que entre o varejo do Grupo Móveis Brasília e as lojas que representam a Vivo e a distribuidora são comercializados entre 18 mil e 20 mil aparelhos por mês.” 

"A nossa família é daqui, então gostamos muito de investir na cidade. Londrina tem o nosso DNA" "A nossa família é daqui, então gostamos muito de investir na cidade. Londrina tem o nosso DNA"
"A nossa família é daqui, então gostamos muito de investir na cidade. Londrina tem o nosso DNA" |  Foto: Gustavo Carneiro/Grupo Folha
 

Moraes explicou que a opção por essas duas localidades para as novas lojas está relacionada com o vetor de desenvolvimento que essas áreas possuem. “A Gleba Palhano vai ter aquele prédio novo com o nome do sr. Atsushi Yoshii e a Rua Sergipe, que é uma rua super de tecnologia, por mais que ela tenha um DNA de calçados, a gente está apostando ali para o segmento de telefonia também. Hoje o grupo tem mais de 700 colaboradores. É um grupo que está fortalecido e tem as raízes aqui em Londrina. A nossa família é daqui, então gostamos muito de investir na cidade. Londrina tem o nosso DNA.” O Grupo Móveis Brasília completa este ano 55 anos de existência.  A loja original foi fundada por Francisco Ontivero. 

LEIA TAMBÉM: Receita orienta contribuintes sobre compras no exterior

NOVA TECNOLOGIA

Sobre o início da comercialização de aparelhos que sejam compatíveis com a tecnologia 5G, ele afirmou que as capitais do Paraná e de Santa Catarina devem sair na frente, com início previsto para setembro deste ano, segundo o calendário de implantação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A previsão de lançamento da telefonia 5G para Londrina está mais distante, já que o cronograma da Anatel estabeleceu a data do início das operações para municípios com mais de 500 mil habitantes para julho de 2025. 

"Onde a gente atua hoje, provavelmente teremos Curitiba e Florianópolis como as cidades mais próximas de ter o lançamento do 5G. A tecnologia já está em teste nessas cidades. O meu aparelho já é 5G, e às vezes ele já funciona como 5G nessas cidades.  As nossas lojas da Vivo vão oferecer aparelhos que têm essa tecnologia e quem adquirir esses smartphones vai conseguir usar nessas localidades. Logicamente que o 5G vai ter um investimento muito grande. Quem investe na tecnologia da rede é a operadora. Nós somos só os vendedores de serviço”, ressaltou Moraes. Atualmente existem 70 aparelhos homologados pela Anatel que são compatíveis com a nova tecnologia.  

O diretor do grupo apontou que o maior investimento nos negócios está focado na comercialização de telefones celulares. “Tanto é que a gente está fazendo essa abertura de lojas. A gente ampliou muito a rede de lojas com a Vivo nos últimos dois anos. Estamos mais estabilizados, mas lógico, se tivermos oportunidade, a gente vai avançar mais. Em 2020, por exemplo, inauguramos 38 lojas em um dia só. Foi um grande case de sucesso, já que nunca ninguém inaugurou tantas lojas em um dia só”, destacou. 

REPRESENTATIVIDADE

Moraes também é presidente da Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Paraná), conselheiro do Sebrae, e coordenador do G7, grupo de entidades representativas do setor produtivo paranaense. O G7 congrega a Ocepar/Fecoopar, Fecomércio PR, Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná), Fetranspar (Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná) e ACP (Associação Comercial do Paraná).  

"Eu tenho muito orgulho de ser daqui e acho que nenhum londrinense acumulou três cargos importantes no estado ao mesmo tempo. A Faciap já teve o Farage Khouri como presidente há 30 anos, mas ele não acumulou cargos como presidente da Faciap, presidente do conselho do Sebrae e a coordenação do G7. É o primeiro momento que tem um londrinense nessa condição. Isso me dá muito orgulho e me dá muita responsabilidade", afirmou. "É preciso trabalhar da melhor forma possível para o empresário que é nosso ouvinte. A gente leva a voz dele para junto do poder público." 

Receba nossas notícias direto no seu celular. Envie também suas fotos para a seção 'A cidade fala'. Adicione o WhatsApp da FOLHA por meio do número (43) 99869-0068 ou pelo link wa.me/message/6WMTNSJARGMLL1.