O governo federal encerrou ontem, sem a ocorrência de incidentes, as atividades do Centro de Coordenação Geral (CCG), montado no Ministério da Defesa, para acompanhar o comportamento dos sistemas de informática no chamado ‘‘mini-bug’’. O único problema identificado no País foi a falha no sistema de registro ambulatorial de um hospital público na cidade de Palmares, em Pernambuco, que não marcou as consultas e internações previstas para o dia de hoje, passando direto para 1º de março.
‘‘Tudo ficou dentro das expectativas’’, afirmou ontem o secretário-adjunto da comissão, Marcos Osório de Almeida. Foram poucos os problemas identificados no mundo, segundo Almeida. No Japão, por exemplo, ocorreram falhas nos equipamentos de meteorologia e em 1.200 caixas eletrônicos dos correios japoneses.